Indicadores

Analytics para varejo: como funciona e por que investir?

Escrito por SONDA

Muitas vezes, somos levados a pensar que algumas ferramentas tecnológicas são importantes apenas para grandes empresas no varejo, como o Grupo Pão de Açúcar, o Grupo Carrefour e o Grupo Walmart do Brasil. Com isso, desconhecemos seus benefícios para companhias de menor porte. Quer um exemplo? Você sabe qual a importância do Analytics para varejo?

A realidade é que, nos últimos tempos, mais e mais empresas varejistas vêm tirando proveito dessa área multidisciplinar, que combina o poder da tecnologia da informação com ferramentas analíticas automatizáveis e conhecimento de negócio. O seu uso é capaz de alavancar os resultados, independentemente das dimensões do seu negócio.

Se você deseja entender melhor, continue a leitura. Preparamos abaixo um miniguia sobre o Analytics para varejo.

O que é o Analytics para varejo?

Ainda que a maior parte das vendas de uma empresa seja feita em seu ambiente físico, é possível fazer uma análise do comportamento do consumidor usando as tecnologias de rede. Isso acontece porque, hoje em dia, empresas de qualquer porte podem lançar suas campanhas em ambientes virtuais e entender a reação de seus consumidores. Isso possibilita a análise de seu público-alvo, desde sua preferência de compra até seu comportamento de divulgação e engajamento nas redes sociais.

Além disso, a observação do público via câmeras de monitoramento e o fornecimento de Wi-Fi em uma loja física ajudam a mensurar a procura por determinados itens e o quanto o estabelecimento vem chegando ao conhecimento das pessoas. Essas tecnologias permitem entender seus clientes, monitorar seus interesses e melhorar a experiência de compra deles.

Com isso temos informações concretas e relevantes ao negócio, permitindo uma tomada de decisão muito mais consciente e acertada. Além disso, o uso do Analytics permite a análise de um grande número de dados que geralmente passam despercebidos pela sua equipe.

Para você entender melhor por que deveria aplicar o Analytics ao seu negócio, listamos abaixo 5 dos principais motivos.

1. Facilidade no planejamento

As ferramentas adequadas permitem mensurar como andam os níveis de visitação da loja, e é possível compará-los com o volume de vendas. Se muitas pessoas entram em seu comércio, mas poucas saem com algum item, algo precisa ser feito. O mesmo vale para o caso de o seu comércio passar o dia todo às moscas, sem nenhum cliente (ou mesmo receber um número de pessoas bem menor do que o seu potencial permitiria).

Isso não inclui tornar-se o “vendedor chato” que fica insistindo para que o cliente compre algo a todo custo. Aliás, esse tipo de atitude pode acabar afastando as pessoas do seu comércio. Nesse caso, vender para elas se tornará uma missão ainda mais difícil.

É por isso que você deve fazer um planejamento quanto às formas de abordagem do seu público-alvo. Traçar estratégias efetivas nesse sentido pode mudar todo o cenário de resultados do seu varejo.

Muitas vezes, as pessoas não compram, ou nem entram em seu comércio, mas não porque as mercadorias que você oferece não agradam a elas, e sim porque faltam motivos para fazê-lo. Criar esse motivo depende de você.

2. Motivação de pessoal

Muitas vezes, o que falta para alavancar as vendas no seu varejo é motivação para seus colaboradores. E não adianta convocar uma reunião para dizer a todos que “as vendas precisam aumentar”, pois isso pode causar ainda mais insatisfação e indignação.

Há lojas nas quais os funcionários vivem desmotivados, sem saberem ao certo qual conduta devem adotar para mudar a situação. Com o uso de Analytics, podemos analisar o comportamento do consumidor e mensurar características-chaves de nosso público atual, levando este conhecimento aos vendedores para que estes possam atuar melhor nos processos de vendas.

A partir daí, pode-se iniciar um trabalho de conscientização e motivação a respeito de qual é o papel que cada um desempenha no sucesso geral do estabelecimento.

3. Visão geral

Vamos pensar em uma loja que tem várias filiais. É preciso saber o que está acontecendo em cada uma, não é mesmo? A supervisão alavancada pelo Analytics permite a criação de uma visão geral, que facilita a tomada de decisões e segmentações de mercado.

Além disso, relatórios podem ser emitidos e utilizados para um intercâmbio de informações e ações. Se determinada estratégia vem funcionando em uma das lojas, por exemplo, pode-se testá-la nos demais estabelecimentos da cadeia.

Em caso de loja única, as estratégias podem ser criadas de acordo com o perfil e comportamento do público que costuma visitar o local.

4. Mapeamento do estabelecimento

Algumas ferramentas analíticas permitem mensurar o que chama a atenção do público, o que preferem comprar, ou o que apenas atrai o olhar, mas não sai da prateleira. Dessa forma, é possível definir melhor a disposição de itens na loja.

Produtos que têm grande saída ou aquela promoção imperdível jamais devem ficar “escondidos”. Colocá-los em um canto, ao fundo da loja, por exemplo, pode fazer com que os consumidores nunca cheguem até eles. Não deixe de levar essas informações em conta e, na hora de arrumar sua loja, deixe esses produtos bem visíveis no caminho por onde as pessoas costumam passar.

Quando se trata de uma loja virtual, vale a mesma regra. Produtos de grande saída provavelmente não serão vistos se estiverem na vigésima página, após uma série de itens pelos quais poucas pessoas se interessariam.

5. Campanhas de marketing

Uma campanha de marketing demanda o conhecimento do público, certo? Independentemente de estarmos falando sobre uma loja física ou um e-commerce, determinadas campanhas tendem a atrair o público com maior facilidade. Assim sendo, você também pode usar a ferramenta como uma forma de divulgar seus produtos. Ainda que a loja seja física, existem canais nos quais você pode anunciar e obter bons resultados.

Além disso, é importante saber quais produtos serão evidenciados e que tipo de abordagem o seu cliente quer receber. Lembre-se de que, no fundo, todo cliente quer ser conquistado pelo seu fornecedor. Você só precisa encontrar os meios de direcionar isso para o seu público-alvo. Com isso em mente, jamais o decepcione! Ofereça o que ele quer e da forma que ele deseja receber. O uso de ferramentas analíticas permite entender esse desejo.

Como você pode ver, o Analytics para varejo é uma prática de suma importância quando o assunto é alavancar as vendas da sua loja. A boa notícia é que você pode começar a aplicá-la agora mesmo.

Se você gostou do post, ajude a divulgar essas informações também para outras pessoas. Não deixe de compartilhá-lo agora mesmo em suas redes sociais.

 

Sobre o autor

SONDA

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, atua em 10 países com mais de 22 mil colaboradores e 5 mil clientes ativos. Em parceria com seus clientes, a SONDA acredita que com o uso de soluções tecnológicas é possível transformar seus negócios, permitindo conquistar eficiência e vantagem competitiva. Entendemos do seu negócio e sabemos fazer acontecer, contando com uma equipe altamente capacitada. Para mais informações, acesse www.sonda.com/br.