Indicadores

Application Management Services na inovação de processos empresariais

Escrito por SONDA

Além do alto nível de complexidade envolvido, manter as aplicações em dia tem gerado muitos custos para as empresas. Nesse cenário, as equipes de Tecnologia da Informação acabam perdendo recursos que serviriam para promover inovações capazes de elevar as empresas a novos patamares.

Ao atuar na solução desses problemas, os Application Management Services (AMS) propiciam uma gestão mais eficiente e amenizam os gastos relativos ao suporte dos sistemas.

Enquanto a administração de aplicações precisa alinhar decisões, serviços e produtividade às prioridades da organização, o custo total deve receber atenção especial. Ainda vale lembrar que a boa performance também está atrelada à visibilidade de métricas de serviço, ao aumento de produtividade e ao desenvolvimento contínuo.

Quer entender exatamente como os Application Management Services não só reduzem gastos como impactam positivamente nos processos organizacionais? Então acompanhe!

Em que consistem os serviços de AMS?

Os serviços de gerenciamento de aplicações estão voltados para a gestão e o suporte dos sistemas de tecnologia de uma empresa. Por meio deles, é possível manter a qualidade, a atualização e o alto rendimento daquelas aplicações consideradas críticas para o negócio.

O trabalho com esses objetivos inclui desde a montagem da arquitetura tecnológica do trabalho, momento em que são avaliadas as necessidades e limitações de cada empresa. Assim, é possível integrar sistemas diferentes, adquirir novos aplicativos ou atualizar os recursos já existentes para que se tornem mais eficientes.

Com a arquitetura montada, os profissionais de AMS passam a realizar uma manutenção evolutiva — fortemente baseada em dadas e métricas. Dessa maneira, os custos de reparo caem e o tempo de disponibilidade dos sistemas aumenta consideravelmente.

Mas atenção: o foco da manutenção evolutiva é aprimorar as aplicações consistentemente, garantindo que o parque tecnológico das organizações não fique defasado.

A partir daí, a sustentação das aplicações passa a ser prioridade. Nessa etapa, a própria manutenção evolutiva já é um diferencial. Mas tem mais! As equipes também ficam responsáveis por trabalhar em atualizações e inovações constantes, sempre focadas em resultados.

O objetivo é ter uma infraestrutura de TI em constante evolução, que se adapte facilmente às demandas do mercado e ao crescimento da empresa.

Um bom exemplo proporcionado pelos serviços de gerenciamento de aplicações é visto com a integração de processos corporativos. Assim, é possível usar um sistema de gestão empresarial (ERP) integrado a processos de emissão de notas fiscais e controle tributário, o que é válido inclusive para lidar com operações feitas com o comércio exterior. Dessa forma, graças ao apoio das funcionalidades do sistema, a emissão de notas fiscais eletrônicas e SPEDS é agilizada.

Como os Application Management Services apresentam suporte funcional e operacional, recorrer a esses serviços é determinante para a satisfação do usuário final. Afinal de contas, ao administrar processos bem delimitados, uma equipe de sustentação assegura velocidade não só na percepção, mas também no diagnóstico e na resposta às demandas.

Para manter a qualidade, a capacidade de atualização e a performance das aplicações em alta, os Application Management Services proporcionam flexibilidade e escalabilidade. Justamente por permitirem que as aplicações sejam flexíveis e escaláveis, os AMS apresentam inúmeras vantagens às empresas que lançam mão de seus recursos — como veremos a seguir.

Quais são as maiores vantagens?

Já podemos adiantar que os principais benefícios dos serviços de Application Management envolvem aumento de produtividade, redução de custos e melhoria nos processos organizacionais. Para que isso fique claro, vamos por partes.

Aumento de produtividade

De certa forma, podemos dizer que o AMS auxilia todas as aplicações da empresa a funcionarem de forma coordenada, como se falassem a mesma língua. Assim, é possível lidar com diferentes processos em áreas diversas com a mesma agilidade.

Além disso, processos e projetos que passam por vários setores da empresa ganham rapidez, já que dados podem ser compartilhados de maneira fluida. Assim, as dificuldades técnicas dão lugar à atenção ao core business, proporcionando confiabilidade aos processos internos.

Redução de custos

Como você acabou de ver, o uso de AMS torna os sistemas mais confiáveis. Isso significa que problemas como indisponibilidade tendem a diminuir de maneira expressiva. Com isso, a empresa não para por problemas técnicos (o que sempre causa prejuízos), ao mesmo tempo em que diminui os gastos com manutenções emergenciais.

Foco no usuário

Um dos maiores diferenciais dos serviços de gerenciamento de aplicações está na atenção à experiência de uso. Assim, as funcionalidades vão sendo aprimoradas para se encaixar nas demandas de cada setor.

Isso pode ser feito tanto com ajustes por parte dos próprios usuários como com o apoio pleno da equipe de AMS. O objetivo é, claro, estimular os colaboradores a usarem todo o potencial da infraestrutura de TI mesmo que não tenham conhecimentos específicos na área — como o domínio de programação.

Flexibilidade e escalabilidade

As performances das aplicações ganham em flexibilidade e escalabilidade por terem um framework adaptável, que suporta necessidades de serviços preditivos, bem como por apresentarem uma estrutura de custos competitiva e recursos treinados para lidar com aplicações específicas. Isso significa que, na medida em que a empresa cresce, sua infraestrutura de TI é aprimorada de maneira consistente.

Aqui não há, portanto, rupturas durante o crescimento. Nada de mudanças enormes realizadas de uma só vez, o que exigiria novos investimentos e treinamentos longos. O amadurecimento tecnológico acontece de forma programada, controlada e sem traumas.

Manutenção de histórico

Os Application Management Services possibilitam a absorção e a documentação de sistemas legados, a manutenção e o suporte de sistemas. Todo esse histórico digital permite desenvolver manutenções corretivas e evolutivas, otimizar serviço e realizar consultorias técnicas.

Assim, a administração de ferramentas imprescindíveis para a área de TI pode ser desenvolvida de maneira mais eficiente, sem contar que as aplicações se mantêm atualizadas e configuradas para a alta performance.

As informações geradas pelas aplicações também passam a ser usadas para a conferência de métricas e a detecção de riscos. Trata-se de uma maneira de garantir que as soluções tecnológicas sempre correspondam à realidade do negócio, garantindo melhorias precisas e que possam ser assimiladas com rapidez.

Compliance e segurança de dados

Um serviço bastante útil realizado pelo AMS que ainda costuma ser bastante negligenciado é o acompanhamento de licenças. Pense na quantidade de aplicativos e programas que sua empresa usa. Você tem certeza que todos estão com a licença em dia? Está certo de que não há nenhum programa defasado ou pirata na sua infraestrutura de TI?

Com os Application Management Services, as licenças são verificadas de forma rotineira, garantindo que a empresa conte com soluções que respeitem a legislação. Com as licenças em dia, é possível ter acesso às novas funcionalidades incorporadas a cada aplicação e garantir que os protocolos de segurança usados sejam os mais atuais.

Além de assegurar os melhores recursos de segurança para seu parque tecnológico, o AMS também pode ser um importante aliado na definição de regras de acesso e autorização a determinados programas ou informações. Assim, a empresa consegue definir de antemão quais recursos estarão acessíveis apenas para lideranças ou se só a equipe de TI autorizada poderá realizar mudanças em funcionalidades de aplicações, por exemplo.

É melhor terceirizar serviços de Application Management?

As empresas podem formar equipes internas de AMS ou procurar por fornecedores desses serviços. Em momentos de crise, a opção pelo outsourcing se mostra ainda mais convidativa. Isso porque traz know-how especializado para a empresa e ainda ajudar a economizar recursos importantes.

Diminuição de custos

Atualmente, o cenário em relação ao uso dos serviços de Application Management tem se modificado. Há até não muito tempo, era comum manter equipes internas para conduzir os AMS. Hoje, porém, as empresas têm visto mais vantagens na terceirização desses serviços, consequência da possibilidade de se diminuir gastos e aumentar a segurança contra falhas nas aplicações.

A diminuição de custos está atrelada ao investimento que é feito quando a empresa opta por manter uma equipe interna. Afinal, para criar esse time, é necessário contratar profissionais com diferentes competências para as diferentes aplicações, o que gera despesas consideráveis para absolutamente qualquer negócio.

Com a terceirização, a empresa passa a contar com profissionais com grande know-how e que, ao mesmo tempo, estão familiarizados com as necessidades específicas do seu negócio. Além disso, com empresas terceirizadas, o custo pode ser mais bem dimensionado, já que um bom contrato de SLA define valores e prazos para um longo período.

Agilidade nas respostas

A capacidade de responder a emergências também pode ficar comprometida devido à complexidade envolvida em todos esses recursos. Assim, a verdade é que adotar uma equipe interna para conduzir tais serviços depois de sua implementação ou recorrer a um consultor externo em casos de urgência ameaça a eficiência dos processos organizacionais.

Enquanto um consultor externo demanda mais tempo para encontrar todas as informações que o ajudarão a solucionar o problema apresentado pelas aplicações, uma equipe de AMS interna já tem conhecimento adquirido sobre os processos da organização, oferecendo assim muito mais agilidade na resolução de qualquer que seja a falha.

Suporte à escalabilidade

Esse know-how também será importante quando a empresa precisar recorrer a novas aplicações para acompanhar seu crescimento. Uma equipe já preparada para responder a essas mudanças será mais capaz de manter a eficiência dos processos organizacionais na medida em que é necessário suportar tecnologias escaláveis.

Garantia de qualidade

Empresas que oferecem terceirização de AMS trabalham com contratos SLA — sigla em inglês para acordo de níveis de serviço. Trata-se basicamente de um dispositivo para que a terceirizada cumpra metas e requisitos de qualidade exigidos pela contratante.

Isso dá transparência para a relação entre fornecedor e cliente, já que ambas as partes passam a trabalhar com indicadores de qualidade, prazos e compromissos alinhados. Caso algum item do acordo seja desrespeitado, o fornecedor pode ter que pagar multas.

Para que o contrato SLA atinja seu potencial, é importante definir métricas de fácil mensuração. Assim, os resultados podem ser acompanhados em tempo real e é possível verificar se os processos internos realmente estão tendo um salto de qualidade e agilidade com o uso de AMS.

Oferta de service desk

Para atender a essas demandas de forma ágil e eficaz, é necessário recorrer a um programa de service desk, que centralizará as necessidades da empresa. Nesse caso, os pedidos de manutenção e suporte são registrados de acordo com entrada e saída, proporcionando um controle de tudo o que é realizado.

O service desk reestabelece a operação dos serviços com a maior agilidade possível. Dessa forma, as consequências que falhas de TI possam causar são amenizadas. Em contrapartida, assegura-se a manutenção e a eficiência dos serviços de Tecnologia da Informação, consequentemente alavancando a qualidade dos processos organizacionais.

Enquanto o help desk disponibiliza pessoal com conhecimento em TI, o service desk conta com profissionais especialistas na área, oferecendo uma retaguarda com serviço on-line capaz de fazer diagnósticos mais precisos e solucionar problemas mais graves. Mas atenção: help desk e service desk não são excludentes, atuando como serviços complementares.

É importante que a empresa contratada siga as práticas estabelecidas pelo Information Technology Infrastructure Library (ITIL), framework de gerenciamento de serviços de TI mais usado em todo o mundo. Ter um método de trabalho baseado no ITIL permite que os negócios alcancem objetivos com a aplicação ideal dos serviços de Tecnologia da Informação.

Assim, recorrer a profissionais com expertise no desenvolvimento e na manutenção desses recursos proporciona um alinhamento entre as aplicações da empresa e seu rendimento.

Com a confiança de que os serviços de TI têm suporte adequado e eficiente, surge a otimização dos processos da organização e a possibilidade de uma maior dedicação a atividades do core business. Nesse contexto, o valor do negócio é maximizado, enquanto os custos do ambiente de aplicações são minimizados.

No fim das contas, não é tão complicado quanto parece: os Application Management Services são uma forma de a empresa aprimorar serviços internos e ter uma gestão mais eficaz, o que amplia sua competitividade e a capacidade de inovação.

Viu como adotar serviços de Application Management pode impactar positivamente seu negócio? Faça com que seus colegas também saibam dessa oportunidade compartilhando este post em suas redes sociais!

Sobre o autor

SONDA

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, atua em 10 países com mais de 22 mil colaboradores e 5 mil clientes ativos. Em parceria com seus clientes, a SONDA acredita que com o uso de soluções tecnológicas é possível transformar seus negócios, permitindo conquistar eficiência e vantagem competitiva. Entendemos do seu negócio e sabemos fazer acontecer, contando com uma equipe altamente capacitada. Para mais informações, acesse www.sonda.com/br.

Deixar comentário.

Share This
Navegação