Gestão de Negócios

Aprenda a usar a inteligência de mercado como diferencial competitivo

Escrito por SONDA

Por muitos e muitos anos, os empreendedores se guiavam pelo mais puro feeling para prever tendências ou simplesmente ter ideias para conquistar o mercado. É por isso que figuras como Walt Disney ou Warren Buffet, por exemplo, ainda são lembradas como grandes empreendedores. Mas hoje em dia está bem mais fácil ter grandes insights, sabia?

A quantidade de dados disponível tanto on quanto off-line amplia os horizontes, permitindo o desenvolvimento de muitas ideias inovadoras. Se você é fã de séries, por exemplo, experimente assistir Stranger Things, que foi planejada e construída a partir da análise de informações dos usuários da Netflix. E você pode usar a mesma lógica para se diferenciar da concorrência e se destacar no mercado!

Pronto para usar a inteligência de mercado a seu favor? Então entenda agora mesmo do que se trata e como efetivamente aplicá-la!

O que é inteligência de mercado?

Chamamos de inteligência de mercado (Business Intelligence) o processo de captar dados brutos, estruturados ou não, e transformá-los em conhecimento aplicável ao negócio. Você pode, por exemplo, tomar uma pesquisa feita por outra empresa que traga dados de um determinado público-alvo, de uma determinada região, e usar esses dados para desenvolver um novo produto ou serviço.

Para ficar mais fácil de entender, imagine que você está desenvolvendo um aplicativo para smartphones cujo foco é o público universitário. Para conhecer melhor as necessidades desse público, você pode tomar como base dados de pesquisas do censo universitário ou até mesmo analisar por conta própria perfis de universitários em redes sociais, reunindo as informações necessárias para criar uma ferramenta que seja bem aceita por essa parcela da sociedade.

Como você deve ter notado, é possível captar informações de diversos formatos e a partir de muitos contextos. No exemplo citado, o censo traria estatísticas, enquanto os perfis de usuários em redes sociais trariam informações em forma de texto, imagens e vídeos.

De toda maneira, para que sua empresa tenha a capacidade de transformar dados brutos em inteligência de mercado, deve se valer de ferramentas tecnológicas que permitam coletar, processar e analisar tais dados — como é o caso dos sistemas de ERP, CRM e Big Data, por exemplo.

Como usar a inteligência de mercado?

Uma vez que você tenha a infraestrutura necessária para captar, processar e analisar os dados coletados de diversas fontes, já pode iniciar a aplicação desse conhecimento para gerar diferencial competitivo. Veja como:

Previsão de tendências de mercado

Algum concorrente já deixou sua empresa para trás? Pois você pode ultrapassá-lo na corrida pela competitividade se tiver um bom sistema de análise de dados! Isso porque, ao confrontar dados de diversas fontes e interpretá-los adequadamente, você consegue prever tendências de mercado que ainda estão apenas se desenhando.

Há alguns anos, por exemplo, quando as redes sociais (como o Orkut) começaram a surgir, sequer pensávamos que elas pudessem se transformar em plataformas de relacionamento entre marcas e pessoas, certo? Mas alguém, em algum momento, previu essa tendência. E ela de fato se consolidou.

Ao analisar os dados do seu segmento de atuação, é possível traçar pontos em comum e variações que vão ocorrendo ao longo dos meses ou anos, identificando assim quais investimentos realizar ou quais não realizar. Nesse cenário, as decisões se tornam mais precisas e, consequentemente, menos arriscadas.

Identificação de perfis de consumidores

Outra vantagem de investir em inteligência de mercado, que pode trazer uma grande diferenciação para sua empresa, diz respeito a seus consumidores. É fato: pessoas mudam de hábitos e comportamentos com bastante frequência, o que dificulta o desenvolvimento de produtos e serviços que atendam a 100% das necessidades do seu público-alvo.

Nesse sentido, a análise de dados também permite antever essas mudanças de comportamento, fortalecendo o conhecimento sobre seus clientes e permitindo que você esteja sempre um passo à frente no que se refere à oferta de diferenciais que realmente agreguem valor à experiência do consumidor.

Se sua empresa tem um site, mas os visitantes que chegam não permanecem mais que 10 segundos em cada página, por exemplo, é possível analisar esse comportamento, a fim de identificar em que momento os usuários abandonam seu site. Com essa informação, você pode fazer testes A/B, mudando elementos da sua página e testando a aceitação dos novos visitantes, até que chegue a uma proposta realmente interessante para seu público-alvo.

Priorização acertada de projetos

Outra aplicabilidade da inteligência de mercado está diretamente ligada à identificação de quais investimentos a empresa deve priorizar dentro do seu portfólio de projetos.

Digamos que você tenha 10 projetos em vista, mas não pode realizar todos de uma vez. 3 são voltados para a melhoria do atendimento ao cliente, 4 para a reestruturação de processos e outros 3 para o desenvolvimento de novos produtos ou serviços. Cada um possui pontos fortes e fracos, mas você precisa classificá-los segundo a capacidade de retorno para a empresa.

A inteligência de mercado o ajudará primeiramente a conhecer o contexto da empresa e seu posicionamento junto aos concorrentes. A partir disso, conseguirá identificar quais são os pontos que o negócio deve fortalecer para ganhar competitividade. Com isso, poderá passar para a organização e a execução das propostas de projetos segundo alguns critérios de seleção — como viabilidade, ROI e custo inicial.

Análise de performance própria e de concorrentes

Um dos grandes desafios enfrentados pelas empresas atualmente é medir seu desempenho mercadológico frente a uma concorrência cada vez mais acirrada e dinâmica. Nesse contexto, quem está na dianteira do mercado hoje pode não estar amanhã pela simples entrada de um novo player ou pela atualização da estratégia de um concorrente já conhecido.

Nesse sentido, é fundamental que você acompanhe não só seus próprios indicadores de performance como também esteja atento à performance dos seus concorrentes. E para ser bem-sucedido nesse objetivo, nada melhor que contar com ferramentas de Business Intelligence, que trazem insights muitas vezes impossíveis de se perceber a olho nu.

Um exemplo bastante comum atualmente pode ser apresentado pelo marketing digital. Quais palavras-chave são usadas pelos concorrentes, de que estratégias lançam mão, que tipo de conteúdos produzem e compartilham para manter um bom posicionamento nos mecanismos de busca?

Como você deve saber, quem aparece no topo da lista de resultados do Google tem bem mais chances de fechar um negócio do que quem está na segunda ou terceira página de resultados. E para chegar até essa posição, análise de dados é fundamental.

Você consegue pensar em outras formas de obter diferencial competitivo com a inteligência de mercado? Gostaria de obter mais insights a esse respeito? Assine já a nossa newsletter e fique por dentro!

 Print

Sobre o autor

SONDA

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, atua em 10 países com mais de 22 mil colaboradores e 5 mil clientes ativos. Em parceria com seus clientes, a SONDA acredita que com o uso de soluções tecnológicas é possível transformar seus negócios, permitindo conquistar eficiência e vantagem competitiva. Entendemos do seu negócio e sabemos fazer acontecer, contando com uma equipe altamente capacitada. Para mais informações, acesse www.sonda.com/br.