Tecnologia da Informação

Blockchain: o que é e como essa tecnologia pode ser utilizada?

Escrito por SONDA

Uma das tecnologias mais revolucionárias para o mercado financeiro hoje em dia é a aplicação do blockchain para transações de valores. Esse sistema descentralizado de operações permite a segurança digital de operações realizadas no ambiente virtual e pode transformar a maneira com que bancos, usuários e investidores se relacionam no mercado.

E você? Sabe como funciona a tecnologia blockchain? Como ela pode ser utilizada na prática? Confira as respostas para essas e outras perguntas:

Entenda o que é a tecnologia blockchain

O nome blockchain, em inglês, remete a uma “cadeia de blocos”. Na verdade, essa é uma metáfora para um encadeamento de operações, os blocos, que são registradas por vários usuários de um mesmo ambiente virtual. A lógica da tecnologia blockchain é a de um sistema contábil, como um livro-razão, em que registros de operações são validados e esclarecidos dentro de um sistema de usuários que acompanham simultaneamente todas essas transações.

Em vez de termos uma autoridade central controlando a propriedade dos valores mobiliários, como é comum no mercado de ações por exemplo, a tecnologia blockchain é descentralizada, ou peer-to-peer. Isso significa que os próprios usuários transacionam entre si, de forma autônoma, desde que estejam interligados em rede por meio de um programa de computador que valida essas operações.

Ou seja, a segurança das transações é garantida pela auto-verificação entre os próprios usuários do sistema. Isso tem várias potencialidades para o mercado financeiro, mas também para outras áreas de nossa vida atualmente. A tecnologia blockchain tem o potencial de transformar muitas das operações que realizamos em nosso dia a dia.

Vantagens dessa tecnologia

Eficiência

Por ser um sistema completamente automatizado, a partir de uma programação de código computacional, ela tem a vantagem de ser também extremamente rápida. É possível transferir internacionalmente fundos, propriedade e outros bens intangíveis em questão de minutos, o que torna as transações muito mais eficientes.

Segurança, privacidade e confiabilidade

Como esse sistema é criptografado e só permite o acesso dos usuários previamente registrados, ele está menos sujeitos a ataques e a falhas de segurança contra dados privados do que os sistemas convencionais, como o sistema bancário. Além disso, cada usuário processa simultaneamente as operações realizadas dentro do sistema, o que gera maior confiabilidade e possibilidades de verificação, que independem de uma autoridade central única.

Redução de custos de transação

O fato de não haver uma autoridade central verificadora, papeis, regulações excessivas ou muito capital humano envolvido faz com que a tecnologia blockchain seja mais barata. Os custos de cada transação são reduzidos.

Isso é um benefício para todos os usuários, independentemente de serem pessoas físicas transacionando em moedas digitais, empresas emitindo títulos de crédito, autoridades governamentais ou demais agentes do sistema financeiro. Reduzem-se os custos para execução das operações, o que aumenta o rendimento de seus usuários.

Transparência

As transações registradas em um sistema blockchain são públicas e acessíveis por seus usuários, o que torna o sistema mais transparente. Essas operações são registradas em ordem cronológica, como em um livro-razão contábil, de forma a garantir a validade e a verificação de cada etapa praticada dentro do sistema. Desde que o usuário tenha acesso a esse sistema, também terá acesso às informações.

Aplicações do blockchain na prática

Hoje em dia, podemos observar diversas aplicações para a tecnologia blockchain em nosso cotidiano. Veja quais são as principais:

Mercado financeiro

Os sistemas financeiros e bancários são alguns dos maiores interessados no desenvolvimento da tecnologia blockchain. Após o suscesso da Bitcoin, a primeira moeda completamente digital, essa forma de organização de transações financeira se popularizou e despertou o interesse de empresas, sistemas de segurança bancária e governos.

Com a globalização do capital financeiro, é necessário que as transações sejam cada vez mais eficientes, baratas e menos sujeitas a vulnerabilidades. A tecnologia blockchain permite isso, já que a descentralização e automação de atividades de troca de valores e propriedade de fundos diminui custos de transação, além de ser mais segura devido à verificação peer-to-peer.

Assim, bancos, operadoras de crédito e bolsas de valores já estão testando a utilização e aplicabilidade da tecnologia blockchain em seu dia a dia. É algo que promete reduzir falhas, vulnerabilidades e custos de transação, portanto aumenta os rendimentos de seus usuários e ajuda a superar crises. Além disso, é uma tendência que condiz com a atual digitalização das operações financeiras e bancárias, que crescentemente deixam de ser realizadas por meio da cartularidade das moedas e dos títulos de valor mobiliário.

Registro de imóveis

Essa é outra possível aplicabilidade para a tecnologia blockchain. Cada país adota um tipo de sistema para o registro de bens imóveis, seja por meio de títulos de propriedade, escrituras e registros de matrícula. No Brasil, nosso sistema é extremamente burocrático, até para evitar fraudes e outros tipos de adulteração na cadeia de propriedade (registros de matrícula de imóvel). Por essa razão, é também um sistema lento e com altos custos de transação.

A tecnologia blockchain poderá revolucionar essa sistemática muito em breve, por meio da virtualização, já que os usuários poderão transacionar títulos de propriedade de forma mais rápida, menos burocrática e com menores custos de transação. A autoridade central verificadora atual, o tabelião, poderá muito em breve ser substituída por um programa de computador.

Internet das coisas

A internet das coisas (IoT) é uma realidade bastante próxima do que vivemos atualmente. Não apenas eletrodomésticos e carros poderão ser conectados a sistemas online, como também sinais de trânsito, caixas, máquinas de suprimento, entre outros.

A partir dessa tendência crescente de automação de processos, haverá a necessidade de registro e verificação de transações realizadas pelas máquinas conectadas à internet, como reposição, manutenção, compra, venda, entre outras. Por que não automatizar também esse sistema de operações, de forma descentralizada e segura? Essa seria uma forma de lidar com mais segurança com a internet das coisas, permitir seu desenvolvimento e garantir a confiabilidade de suas transações futuras.

Títulos de crédito, consórcios e outros valores mobiliários

Com essas informações em mãos, fica mais fácil entender as potencialidades da tecnologia blockchain para o futuro. Quer continuar a conferir posts como este? Curta nossa página no Facebook! Participe!

Sobre o autor

SONDA

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, atua em 10 países com mais de 22 mil colaboradores e 5 mil clientes ativos. Em parceria com seus clientes, a SONDA acredita que com o uso de soluções tecnológicas é possível transformar seus negócios, permitindo conquistar eficiência e vantagem competitiva. Entendemos do seu negócio e sabemos fazer acontecer, contando com uma equipe altamente capacitada. Para mais informações, acesse www.sonda.com/br.