Indicadores

Como identificar e usar toda a capacidade produtiva de uma empresa?

Escrito por SONDA

Você sente que sua empresa está sempre correndo contra o tempo, acumulando horas e horas extras, mas sem conseguir atingir a produtividade que gostaria? Sua capacidade produtiva pode estar desequilibrada!

Já adiantando: capacidade produtiva é a quantidade máxima de produtos e serviços que o negócio é capaz de produzir em determinado período — um dia, uma semana ou um mês, dependendo da sua unidade de medida. Uma clínica médica mede sua capacidade produtiva pelo número de atendimentos, enquanto uma indústria mede pela quantidade de produtos fabricados e um comércio, pelo número total de vendas, por exemplo.

Em comum, todos os tipos de negócios têm a possibilidade de mensurar sua capacidade produtiva e, com base em análises de métricas e indicadores, melhorar gradativamente seu desempenho. Quer saber como fazer isso? Acompanhe os próximos tópicos!

Como identificar sua capacidade produtiva?

O que o negócio produz atualmente e sua capacidade produtiva são conceitos diferentes. Para esclarecer, vamos analisar as montadoras de carros. Quando o mercado está em queda, essas empresas reduzem a capacidade produtiva dando folga aos funcionários, reduzindo a jornada de trabalho e criando programas de demissão em massa.

Por outro lado, quando o mercado está aquecido, criam mais turnos de trabalho, fazem contratações e mantêm as fábricas trabalhando 24 horas por dia. Essa é uma forma de controlar a capacidade produtiva seguindo as tendências de mercado.

Seja qual for seu segmento de atuação, sua capacidade produtiva deve ser medida de acordo com o potencial máximo de produção da empresa. Uma rede de hospitais, por exemplo, pode atender das 8h às 18h ou manter um plantão 24 horas — inclusive para atendimentos agendados. Uma indústria pode criar turnos alternativos de trabalho, aumentando sua capacidade produtiva. Já um comércio pode ampliar o horário de atendimento, como normalmente acontece em épocas festivas.

Para ter certeza da sua capacidade produtiva, é necessário definir a forma de medi-la. Uma refinaria de petróleo mede os litros de gasolina por dia, um hotel calcula o número de quartos ocupados também por dia e um produtor de soja mede as toneladas produzidas, seja por dia ou por semana. Basicamente, tudo depende do seu produto final.

Controle da capacidade produtiva pelo estoque

Uma maneira de fazer o controle da capacidade produtiva da sua empresa é olhando para o estoque. É o que fazem as montadoras de automóveis: quanto os estoques estão cheios, reduzem sua capacidade de fabricação, pois não têm onde armazenar mais veículos.

Um estoque abarrotado de produtos parados indica que o mercado não está tão propício para o negócio, o que exige uma análise estratégica pormenorizada para entender o contexto.

Por outro lado, o foco em manter os estoques cheios motiva o setor de vendas para conseguir novos negócios, bem como ajuda no estabelecimento de metas e na previsão do faturamento da empresa. Também fica mais fácil identificar necessidade de recursos, planejar novas compras e negociar com fornecedores.

Controle da capacidade produtiva pela demanda

Uma outra maneira de controlar sua capacidade produtiva é pela demanda. Conforme os pedidos chegam, você produz: a maioria das empresas se baseia nesse tipo de controle. Muitas se esquecem, no entanto, de contabilizar os prejuízos da infraestrutura ociosa.

Um teatro com mil lugares que só consegue ocupar 200 por espetáculo, por exemplo, está perdendo sua capacidade produtiva e gerando prejuízos, pois a manutenção da infraestrutura continua sendo a mesma. Uma empresa de alimentos com silos ocupados apenas pela metade também está deixando de produzir receita ao mesmo tempo em que gera custos de ociosidade que precisam ser contabilizados.

Vale ressaltar que, seja controlada pela demanda ou pelo estoque, a capacidade produtiva da empresa também pode ficar limitada à mão de obra. É fato: se você tem funcionários improdutivos, mesmo com uma poderosa infraestrutura e um controle impecável, ainda assim pode perder negócios.

Como aumentar a capacidade produtiva da empresa?

Agora que você já entendeu ao menos o básico sobre o assunto, vamos a algumas dicas que podem ajudá-lo a aumentar a capacidade produtiva da sua empresa?

Coloque as pessoas certas nos lugares certos

Uma equipe produtiva traz mais resultados para a empresa e ainda contribui para um ambiente laboral de alta qualidade. Contudo, para conquistar esse panorama, é preciso colocar as pessoas certas nos lugares certos.

Isso passa por processos de seleção e recrutamento eficientes, focados nas competências necessárias para atingir os resultados desejados. Também é necessário que a gestão de pessoas esteja alinhada aos objetivos estratégicos do negócio e promova o treinamento adequado capacitar os colaboradores a levar suas tarefas adiante.

Mantenha o foco no core business

Muitas empresas conseguem aumentar sua capacidade produtiva quando deixam de se preocupar com atividades que não contribuem diretamente para os resultados do negócio — áreas que podem, portanto, ser terceirizadas.

Segurança, limpeza, conservação e call center, entre outros setores, podem ser contratados de empresas especializadas, reduzindo os custos de infraestrutura e deixando a gestão mais tranquila para pensar no futuro.

Faça um excelente controle de estoque

Como você viu, o estoque é um fator que pode influenciar bastante na capacidade produtiva do negócio. É essencial, assim, manter o estoque enxuto, com a quantidade de produtos que permita seguir vendendo com qualidade sem afetar os preços e a lucratividade da empresa.

Sistemas de gestão de estoque ajudam a dimensionar sua capacidade de armazenamento e distribuição, melhorando a tomada de decisão no que se refere à capacidade produtiva.

Use a tecnologia a favor da produtividade

A otimização de processos é uma ótima forma de aumentar a capacidade produtiva da empresa. E isso pode ser conquistado com a implementação de tecnologias que eliminem o trabalho burocrático, tornando os processos mais ágeis e eficientes. Mas é possível ir além!

A inteligência artificial já vem sendo usada para melhorar processos produtivos na previsão de demandas e rotas de distribuição, por exemplo. Com base no machine learning, sistemas de gestão inteligentes confrontam dados de vendas, compras, movimentação de mercadorias e até tendências do setor para identificar como aumentar a produtividade.

Vale ressaltar que até mesmo o posicionamento de um funcionário pode afetar a produtividade do negócio, bem como o número de deslocamentos que os colaboradores precisam fazer. Nesse sentido, uma análise detalhada do ambiente de trabalho também pode servir de base para chegar a arranjos mais produtivos e eficientes.

Pronto para aumentar a capacidade produtiva da sua empresa ou ficou com alguma dúvida? Deixe aqui seu comentário e participe!

 

Sobre o autor

SONDA

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, atua em 10 países com mais de 22 mil colaboradores e 5 mil clientes ativos. Em parceria com seus clientes, a SONDA acredita que com o uso de soluções tecnológicas é possível transformar seus negócios, permitindo conquistar eficiência e vantagem competitiva. Entendemos do seu negócio e sabemos fazer acontecer, contando com uma equipe altamente capacitada. Para mais informações, acesse www.sonda.com/br.

Deixar comentário.

Share This
Navegação