Gestão de Negócios

Cloud computing: por que investir em 2017?

Escrito por SONDA

O investimento em tecnologia ganha mais espaço a cada ano. Segundo a Gartner, apenas as empresas brasileiras devem investir 4,5 bilhões de dólares em tecnologia. Mundialmente, esse valor pode atingir 246 bilhões de dólares! Diante das constantes mudanças no mercado, várias empresas buscam novas formas de flexibilizar seus serviços e atingir melhores resultados com o auxílio de ferramentas de TI.

Tais soluções permitem um controle amplo sobre os recursos do negócio. Nesse sentido, as empresas precisam inovar nas suas estratégias de investimentos, optando por tendências que possuam um bom retorno, como o cloud computing.

Esta é uma tecnologia que se popularizou rapidamente nas últimas décadas. A nuvem é conhecida pela sua flexibilidade, já que pode ser facilmente incorporada a diferentes ambientes. Isso torna a sua adoção ágil e com baixo índice de erros.

No post de hoje, você vai entender como esse investimento é crucial para o setor corporativo. 

Maior segurança de dados

O uso de sistemas baseados na nuvem proporciona um grande ganho de segurança para a empresa, já que gestor de TI conseguirá definir estratégias de gestão de dados simplificadas e aplicá-las rapidamente a todos os usuários.

Todo esse processo maximiza a capacidade do negócio para responder ameaças digitais.

Outro ponto é o monitoramento da infraestrutura. Com a computação na nuvem, a verificação do estado dos serviços é feita em um ambiente centralizado. Dessa forma, o gestor consegue identificar diversos tipos de vulnerabilidades facilmente.

Também vale destacar que as ferramentas de computação na nuvem não são afetadas diretamente pelas vulnerabilidades dos dispositivos do usuário. Geralmente, os serviços podem ser executados em computadores conhecidos, com a certeza de que os dados não serão capturados por terceiros.

As prestadoras modernas de serviços de cloud computing contam com rígidos processos de segurança digital. De backups automáticos ao controle de acesso nos data centers, essas empresas investem continuamente em políticas que tornam o seu ambiente confiável, com menos portas de entrada para ataques.

Sendo assim, elas possuem total capacidade de prestar um serviço de alta performance e confiabilidade para os seus usuários.

Redução de custos a médio e longo prazo

Ao adotar a computação na nuvem, a empresa conseguirá reduzir grande parte dos seus custos com TI. Um dos fatores que influenciam na capacidade de eliminar gastos está relacionado com o modelo de negócios do cloud computing.

Assim como os recursos computacionais são compartilhados entre os usuários, as despesas com troca de peças e manutenção de equipamentos também são divididas entre todos.

Como consequência, o valor investido na aquisição de um serviço na nuvem tende a ser menor quando comparado com modelos de investimento em TI tradicionais.

A empresa também pagará apenas pelos recursos utilizados. Consequentemente, não haverá a necessidade de manter uma infraestrutura de TI subutilizada, tornando os gastos com tecnologia mais precisos e, a longo prazo, menores.

Aumento da mobilidade operacional

A mobilidade operacional tornou-se um fator de destaque para vários negócios. Em busca de melhores resultados e diante das novas demandas do mercado, empresas flexibilizaram várias de suas rotinas, garantindo que profissionais sejam capazes de executar o seu trabalho até mesmo longe do ambiente corporativo.

Nesse sentido, a nuvem ganha destaque entre as soluções que podem ser empregadas por uma empresa para diversificar os seus processos de gestão, além de conseguir tornar o dia a dia de seus profissionais mais fácil.

Isso porque todas as ferramentas corporativas se tornarão acessíveis via web, em plataformas simples e seguras.

Como consequência, a produtividade de cada funcionário não cairá, mesmo quando ele estiver viajando ou em regime de home office. Pelo contrário: ele poderá atender a todas as solicitações com agilidade, comodidade e baixo índice de falhas.

Ganho de escalabilidade operacional

A computação na nuvem é conhecida pela sua alta escalabilidade. Como as empresas do setor contam com grandes data centers para atender a seus usuários, os recursos podem ser alocados de forma dinâmica, sempre que houver necessidade.

Com isso, os usuários de ferramentas de cloud computing sempre poderão contar com o acesso à quantidade de processamento, memória e espaço de armazenamento necessários para que sua rotina possa ser executada com alta performance.

Isso só é possível porque, sempre que for preciso, o gestor de TI conseguirá modificar a quantidade de serviços contratados, reduzindo gargalos e falhas nos sistemas.

Simplificação das rotinas de gestão de TI

O investimento em computação na nuvem também auxilia a empresa a simplificar as suas rotinas de gestão de TI, já que processos de backup de dados, manutenção de equipamentos e troca de peças são automatizados e/ou direcionados para a prestadora de serviços.

Isso pode impactar as rotinas do setor de forma direta. Como os técnicos e analistas não terão que lidar com atividades de manutenção com uma grande frequência, o trabalho poderá ser direcionado para outras atividades.

Sendo assim, o setor de TI pode agregar mais valor aos seus serviços e atingir metas ousadas com mais facilidade.

6. Acesso fácil a novas versões de softwares

Usuários de plataformas de cloud computing sempre obtém acesso à última versão do sistema que estiver disponível para a sua máquina. Como esse tipo de ferramenta não depende de instalações locais para ser modificada, as correções de software são feitas com praticidade.

Para o usuário, esse processo será feito automaticamente. Sempre que estiver disponível, será possível migrar para a nova versão do seu software de forma automática. Assim, o acesso a atualizações de segurança e novas funções será muito rápido e simples.

Isso afeta a empresa em dois sentidos: os usuários conseguirão inovar mais, tendo em vista que terão acesso prático a novas funções. Além disso, a segurança e a performance digital do negócio será ampliada continuamente, por meio de serviços mais eficazes e robustos.

Hoje em dia, o investimento em computação na nuvem é visto como um fator estratégico. Empresas podem adotar essa tecnologia com múltiplos objetivos, garantindo que os seus serviços serão otimizados continuamente com o acesso fácil à ferramentas de TI escaláveis e modernas.

Você gostou do nosso post? Quer ficar por dentro das novidades do nosso blog sobre cloud computing e muitas outras tendências em TI? Então siga os nossos perfis no Facebook, LinkedIn, Google+ e Twitter para receber todas as postagens em primeira mão!

Sobre o autor

SONDA

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, atua em 10 países com mais de 22 mil colaboradores e 5 mil clientes ativos. Em parceria com seus clientes, a SONDA acredita que com o uso de soluções tecnológicas é possível transformar seus negócios, permitindo conquistar eficiência e vantagem competitiva. Entendemos do seu negócio e sabemos fazer acontecer, contando com uma equipe altamente capacitada. Para mais informações, acesse www.sonda.com/br.