Indicadores

Conheça as principais características do consumidor 5.0

Escrito por SONDA

A partir da década de 80, quando a tecnologia computacional começou a fazer parte da rotina das pessoas, muita gente não fazia ideia de como ela transformaria o nosso mundo. Hoje, ela não só é uma ferramenta de produtividade, mas parte determinante de nossas personalidades.

E isso, claro, reflete na nossa relação com o consumo. Neste artigo, queremos explorar mais a fundo um novo conceito no mercado: o consumidor 5.0.

Entenda o que é, como abordar esse novo público e por que ele afeta as suas estratégias de negócio. Confira!

O que define o consumidor 5.0

Durante centenas, até milhares de anos, a relação entre varejo e consumidor não mudou muito: uma pessoa vai até um estabelecimento, escolhe o produto, compara qualidade e preço, toma uma decisão e troca a mercadoria por moeda corrente.

Quem diria que uma relação bem estabelecida poderia mudar tão rápido? Nos últimos anos, a geração dos Millennials (pessoas nascidas entre 1980 e 2000) se tornou o primeiro grupo a crescer em contato com computadores e internet, e em uma fase próspera da economia.

O resultado disso foi que, em menos de 20 anos, as expectativas do que um consumidor espera das marcas que ele consome mudaram radicalmente.

Foi dessa alteração brusca que surgiu o termo consumidor 5.0: um novo público que tem uma relação próxima com o varejo e espera dele muito mais que uma transação financeira.

Veja, a seguir, o que define essas pessoas.

Consumidores onde e quando quiserem

A primeira e mais evidente mudança no comportamento do consumidor foi se libertar do estabelecimento físico e do horário comercial. Ser consumidor hoje significa comprar o produto desejado, no momento que for mais conveniente e no canal que se sentir mais à vontade.

Isso não se restringe ao e-commerce. As estratégias de omnichannel se tornaram muito relevantes no varejo para dar o máximo de opções de compra ao público. Redes sociais, aplicativos de mensagens, e-mails… O importante é estar sempre a postos para atender ao cliente.

Consumidores e colaboradores

Outra mudança significativa no hábito de compras foi o caráter coletivo que o consumidor adotou, principalmente depois da popularização das redes sociais.

Quem compra hoje não resume sua pesquisa à comparação de preços em algumas lojas. Agora, o consumidor pede e fornece opiniões sobre o produto, busca indicações de quem confia e tira dúvidas com a empresa antes de se decidir.

É crucial que CEOs tenham sempre em mente este fato: o cliente não é mais uma ilha. Não adianta tentar induzi-lo, ele sempre tem à mão todas as informações que precisa para separar as marcas ruins daquelas em que ele pode investir.

Investidores em relacionamento

Isso nos leva ao terceiro ponto principal do consumidor 5.0: esse tipo de cliente não busca apenas uma relação de consumo. Mais do que isso, ele está a procura de relações emocionais com suas marcas preferidas e investe no engajamento com elas.

O cliente de hoje é mais fiel e não se limita a comprar produtos. Ele se apaixona pela marca, torna-se um divulgador e evangelizador de suas vantagens, defende quando ela é atacada e fica empolgado a cada novidade.

Resumindo, o consumidor 5.0 é muito mais que um cliente, ele deseja e busca ser um parceiro da empresa. Ele usará todas as ferramentas e informações que tem à disposição para escolher sua marca preferida.

A partir desse momento, usará os mesmos canais para propagar sua escolha e defendê-la com unhas e dentes.

Como planejar estratégias pensando nesse tipo de consumidor

Com todas essas características particulares de um novo público, é de se esperar que as estratégias de vendas e marketing que eram eficientes na década de 1990 simplesmente não façam mais efeito hoje em dia.

Um exemplo disso são as propagandas em mídias como TV e rádio, que recebem cada vez menos investimento das empresas. O que CEOs do mundo inteiro estão percebendo é que apostar no volume e no alcance da sua mensagem pode ser um desperdício de dinheiro quando pensamos no potencial de engajamento de um marketing segmentado.

Portanto, hoje as estratégias de propagação de uma marca precisam ser apoiadas também em tecnologia, mais especificamente na coleta e análise de dados do seu público.

Em vez de pesquisas de opinião ou relação direta de vendas (que ainda são relevantes, claro), o foco precisa estar no engajamento:

  • como seu público consome conteúdo na internet;
  • em que canais ele prefere se comunicar;
  • o que faz ele se mexer a ponto de defender ou atacar uma marca;
  • qual tipo de abordagem é mais eficiente na compra por impulso;
  • como esse cliente fala da sua marca para amigos e familiares.

Todos esses pontos dão uma ideia muito mais precisa sobre novas estratégias de atração e conversão do que uma análise baseada puramente em números — quantidade de seguidores, de curtidas, de visualizações etc.

É claro que esses números são importantes para dar dimensão ao seu planejamento, mas o consumidor 5.0 procura muito mais que interação: ele quer relacionamento! É na troca entre marca e cliente que está o segredo para o sucesso.

Um novo marketing para um novo público

E o que essa mudança significa para o marketing? Segundo muitos profissionais da área, é hora de o setor acompanhar o consumidor e utilizar as mesmas ferramentas para aumentar e potencializar seu engajamento. É aí que entra o marketing 5.0.

O foco de novas estratégias nessa área é atingir o lado emocional do público, provocando reações, sensações e memórias afetivas nas pessoas. É o marketing baseado na experiência.

Nesse cenário, o seu produto deixa de ser apenas uma mercadoria. Em um relacionamento direto entre marca e pessoas, todo o contato entre as duas partes é uma relação, todo atendimento é uma conversa, toda mensagem comercial é uma recomendação.

Ou seja, para atingir o consumidor 5.0, a empresa também precisa se transportar para esse milênio, conectar-se e buscar laços com o seu público. É hora de deixar de lado o foco insistente nos números e começar a pensar no que está por trás deles: pessoas conectadas, com expectativas mais significativas e vontade de fazer parte do seu sucesso.

Gostou deste post? Então assine a nossa newsletter e receba outros conteúdos interessantes no seu e-mail.

Sobre o autor

SONDA

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, atua em 10 países com mais de 22 mil colaboradores e 5 mil clientes ativos. Em parceria com seus clientes, a SONDA acredita que com o uso de soluções tecnológicas é possível transformar seus negócios, permitindo conquistar eficiência e vantagem competitiva. Entendemos do seu negócio e sabemos fazer acontecer, contando com uma equipe altamente capacitada. Para mais informações, acesse www.sonda.com/br.