Gestão de Negócios

Entenda como a qualidade dos dados é fundamental para as empresas

Escrito por SONDA

Na era da informação, dados sobre pessoas, negócios e até governos circulam na rede mundial de computadores de forma ininterrupta e em um volume imenso. Como lidar com tudo isso? Pois a verdade é que não faz muito tempo que as organizações notaram que podem usar essa incrível quantidade de dados para melhorar a forma como atuam. E isso vale tanto para o contato com clientes como para a melhoria de sua gestão interna.

No entanto, pouco importa se sua empresa consegue coletar dados de maneira massiva se não é capaz de usar essas informações para tomar decisões cada vez melhores. Aqui vale a tradicional lógica de que quantidade nem sempre significa qualidade. Quer entender como trabalhar a qualidade dos dados do seu negócio para que ele consiga se manter na frente da concorrência? Então confira!

Elimine quaisquer possíveis ambiguidades

Em geral, qualquer ideia de qualificação é cercada de grande subjetividade. Afinal, como é possível definir se algo é bom ou não? No entanto, quando falamos em dados, precisamos eliminar as ambiguidades. O que então queremos dizer quando falamos em qualidade dos dados?

Dados qualificados são aqueles que podem ser transformados em informações úteis, que não escondem erros de captação ou transmissão e que correspondem à realidade. Além disso, é preciso que os dados não estejam duplicados ou corrompidos, problemas que podem acontecer em sistemas informatizados.

Para sanar todos esses possíveis problemas, a empresa deve adotar processos e políticas a fim de coletar corretamente os dados, além de contar com ferramentas confiáveis para essa tarefa. Dessa forma, o esforço e os investimentos gastos na captação de informação não acabam inutilizados.

Colete os dados da forma adequada

Existem diversas maneiras de captar dados, variando de acordo com a própria natureza do negócio, com os objetivos corporativos e com a capacidade da empresa em arcar com os custos. É possível coletar informações sobre leads e compradores diretamente do site da empresa, por exemplo, assim como receber informações de interessados em seus negócios por meio das métricas de redes sociais ou mesmo diretamente na sua caixa de entrada, com a assinatura de uma newsletter.

De toda forma, mesmo que esses dados sejam computados de maneira segura, é preciso usar ferramentas comprovadamente confiáveis para garantir a integridade das informações coletadas. O uso de serviços renomados (como o Google Analytics, por exemplo) dá uma segurança a mais para os gestores de informação.

Aqui vale ter cuidado com serviços que prometem verdadeiras mágicas, como a entrega de milhares de leads para o contratante ou a garantia de conversão de seguidores em suas redes. Esse tipo de proposta pode estar partindo de empresas desonestas, que usam dados corrompidos ou roubados para oferecer melhorias. Ao cair nesse tipo de golpe, a empresa não tem qualquer garantia sobre a qualidade dos dados, comprometendo sua estratégia corporativa e até colocando a segurança jurídica do negócio em xeque.

Armazene as informações com segurança

Sua organização conseguiu reunir uma quantidade representativa de dados sobre potenciais compradores, mas todo o esforço investido na captação foi por água abaixo quando seu backup falhou e os arquivos foram perdidos? Esse cenário é o pesadelo de qualquer gestor. E a má notícia é que é relativamente comum em empresas que não levam a sério a segurança da informação.

Quando falamos em armazenagem de dados, incluímos o uso de servidores qualificados, sejam eles físicos ou hospedados na nuvem. Mas não é só isso! Também é preciso que o local de depósito dos dados da empresa esteja protegido contra ataques que possam danificar ou sequestrar as informações coletadas. Para isso, conte com serviços com criptografia comprovada, sistema de autorização de acesso e proteção de firewalls.

Traduza os dados corretamente

Tão importante quanto ter dados corretos em mãos é conseguir interpretá-los de maneira ágil. Como estamos falando sobre um alto volume de informações, sua empresa precisará de um mediador para traduzir e sintetizar esse material. Esse processo é delicado, uma vez que um erro do sistema pode entregar ao gestor informações que não condizem com a realidade. Por isso é tão importante usar soluções tecnológicas inteligentes e confiáveis.

Um bom software ERP (sigla em inglês para sistema de gestão empresarial) é capaz de transformar dados em relatórios, tabelas e gráficos acessíveis para os gestores. Mas, na verdade, eles devem ir além, garantindo a qualidade dos dados. Isso é possível quando o próprio sistema consegue identificar inconsistências, erros e danos nos dados coletados, além de informações duplicadas. Nesse caso, o que não apresenta a consistência necessária na tradução dos dados é simplesmente desconsiderado.

Além disso, esses softwares contam com um armazenamento de todas as informações gerenciais do período em que estiveram ativos. Dessa forma, conseguem comparar a entrada de dados novos com o padrão histórico de entradas buscando detectar variações muito exacerbadas. Se acontecer, uma falha na inscrição de dados é automaticamente acusada.

Por tudo isso e muito mais, os softwares de gestão empresarial funcionam não apenas como meros integradores de informações sobre a empresa ou tradutores dessas informações. Os ERPs também são guardiões da qualidade de dados gerados ou captados pelo negócio.

Qualifique constantemente sua equipe

Quando o assunto envolve as mudanças empresariais que ocorrem na esteira da transformação digital que vivemos, é comum que nossa atenção se volte para sistemas, softwares e processos automatizados. Mas isso não significa que devemos esquecer do componente humano, mesmo quando o assunto é a verificação de dados.

Para garantir que sua equipe também contribua de maneira decisiva para o uso de dados qualificados, promova treinamentos constantes para o uso e a manutenção de sistemas que captam e gerenciam esse recurso, envolvendo seu time na análise das informações geradas. Também é importante que a empresa conte com uma política clara para definir as metodologias aceitas para o manuseio e a análise de dados, promova auditorias internas para verificar a consistência dos processos adotados e também a estrutura de TI, a fim de prever e corrigir erros, garantindo uma confiabilidade perene.

Agora que você já conhece a importância de manter a qualidade dos dados da empresa, que tal aprender mais sobre como usar essas informações a seu favor? Entenda tudo sobre o Big Data e faça da coleta e do uso de dados um diferencial competitivo para seu negócio!

 

Sobre o autor

SONDA

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, atua em 10 países com mais de 22 mil colaboradores e 5 mil clientes ativos. Em parceria com seus clientes, a SONDA acredita que com o uso de soluções tecnológicas é possível transformar seus negócios, permitindo conquistar eficiência e vantagem competitiva. Entendemos do seu negócio e sabemos fazer acontecer, contando com uma equipe altamente capacitada. Para mais informações, acesse www.sonda.com/br.