Tecnologia da Informação

Entenda o papel da digitalização do varejo na transformação do consumidor

Escrito por SONDA

O setor varejista é um dos mais tradicionais e disputados do mercado brasileiro. Restaurantes, supermercados, farmácias e diversos outros tipos de loja competem acirradamente para ver quem vai conquistar o consumidor final. Em meio a tanta concorrência, os empreendedores e gestores têm uma missão extra: escolher as melhores práticas e ferramentas para não ficarem para trás. Nesse momento, vale lançar mão de ações coordenadas de marketing, treinamento da equipe, melhoria dos processos de produtividade e o que mais tiver como fim alavancar a competitividade do negócio varejista.

Mas você sabia que a transformação digital também pode ajudar nessa tarefa? No post de hoje, vamos mostrar como uma das vertentes dessa transformação vem transformando a maneira de conquistar o consumidor final. Pronto para saber mais sobre a digitalização do varejo? Então confira!

Modernize seu ponto de venda

A frente de loja é o ponto mais nobre do varejo. É ali que o consumidor passa a maior parte do seu tempo, procurando os produtos que deseja, avaliando ofertas e preços e recebendo o atendimento da sua equipe. Que tal usar ferramentas inteligentes para transformar esse espaço em um local ainda mais atrativo e confortável para o comprador? Não tenha dúvida: essa é uma ação fundamental.

Existem hoje diversas soluções que buscam exatamente esse objetivo. Estamos falando de TVs, sistemas internos de áudio para anunciar ofertas, daquelas quase onipresentes máquinas de conferência de preços até soluções mais complexas, como painéis interativos para que o comprador consulte informações sobre marcas ou serviços de forma autônoma, de preferência por meio de interfaces simplificadas. Dessa forma, o atendimento ao cliente na pré-venda é agilizado e sua equipe consegue tomar fôlego.

Aprimore o controle do estoque

A frente de loja é sim um espaço nobre do mercado varejista, mas é apenas a ponta de um iceberg que não se sustenta sem uma série de outros setores bem estruturados. Entre eles, não podemos deixar de citar o estoque. No mercado varejista, essa é uma necessidade que vira e mexe traz dores de cabeça para os gestores, gerando custos com produtos estocados além do necessário ou, pelo contrário, causando perda de vendas pela falta de produtos em reserva.

Para evitar esses problemas, aposte na digitalização da sua gestão! Softwares de gestão empresarial (ERPs) integram o setor de estoque às outras áreas da empresa (como compras, vendas e logística), garantindo controle absoluto sobre as movimentações nos seus depósitos. Com esse controle em mãos, fica mais fácil racionalizar suas operações no estoque e entregar para os consumidores tudo aquilo que eles demandam.

Mantenha a infraestrutura funcionando

Por mais que sua potencialidade só esteja sendo alcançada agora, a verdade é que a digitalização do varejo não é exatamente uma novidade. Muitas empresas do ramo já usam soluções de Tecnologia da Informação para gerenciar o negócio ou mesmo para rodar ações vitais, como os controles de caixa e de pagamentos via cartão de crédito. Como o varejo lida com uma grande massa de dados, precisa contar com uma infraestrutura de TI confiável para que eventuais problemas não paralisem as operações — como as famigeradas quedas de sistema, que irritam o consumidor e desperdiçam tempo de todos.

Há até bem pouco tempo, contar com sistemas estáveis exigia um investimento alto em servidores próprios, demandando custos com a compra de equipamentos e a manutenção de uma sala específica para alocá-los, isso sem falar nas despesas com luz e refrigeração para mantê-los funcionando. Já hoje é possível investir na virtualização de servidores, forma mais barata de gerir e armazenar dados, que ainda facilita a atuação das equipes de TI no que se refere à manutenção e à atualização dos serviços. Assim, o consumidor dificilmente terá problemas ao fechar uma compra, tendo que ir embora sem levar sua nota fiscal.

Integre loja física e e-commerce

Foi-se o tempo em que as lojas varejistas se limitavam a alugar um espaço físico para receber os clientes. Hoje em dia, o ideal é atuar também no comércio digital, ampliando a possibilidade de captação de clientes. E isso vale tanto para as grandes redes varejistas como para o pequeno empreendedor!

Mas atenção: o e-commerce não é um substituto completo do varejo tradicional. É comum que consumidores optem por uma ou outra modalidade de acordo com sua situação, como em casos em que deseja experimentar alguma mercadoria pessoalmente ou quando está interessado em um produto exclusivo, que não está disponível no seu estado. Portanto, cabe ao negócio estar preparado para toda e qualquer situação. Aí é que entram os sistemas digitais, integrando a loja física e o e-commerce desde os processos de logística e estoque compartilhado até a compra do consumidor final.

Imagine que, ao chegar em determinada unidade do seu comércio, o comprador não encontra o produto que procurava. Nessa situação, com o uso de plataformas integradas, sua equipe pode verificar se o item está disponível para venda on-line, fazendo uma encomenda a ser entregue na casa do comprador. Do outro lado, o consumidor que realiza uma compra on-line pode optar por fazer a retirada em uma loja física, diminuindo o tempo de espera do frete e tendo a oportunidade de visualizar ou testar o produto antes mesmo de levá-lo para casa.

Melhore a gestão do varejo

Se seu negócio não é bem gerido, não é apenas sua lucratividade que sai prejudicada. O consumidor também sente na pele os resultados de uma má gestão, pois essa falha acaba se refletindo em processos de atendimento ou pós-vendas frustrantes. Para que os problemas de gestão não estourem no colo do cliente, use a tecnologia para otimizar seus processos internos!

Softwares ERP integram todas áreas que compõem um negócio varejista em plataformas de fácil manuseio e que ainda podem ser acessadas de qualquer dispositivo ligado à internet graças ao cloud computing. Além de reunirem os dados necessários para a tomada de decisões estratégicas, esses sistemas ainda permitem planejar e implementar ações que afetarão a decisão de compra do consumidor em tempo real — como o ajuste automático de preços ou a disponibilização de produtos em reserva.

Agora você já sabe como a digitalização do varejo vai transformar sua maneira de conquistar novos clientes, certo? Que tal saber ainda mais sobre o impacto da tecnologia na sua empresa? Então baixe nosso guia da transformação digital e conheça os impactos, os desafios e os benefícios dessa novidade para sua empresa!

 SONDA 2017 CTA banner 600 x 125 px - 06 - imagem

Sobre o autor

SONDA

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, atua em 10 países com mais de 22 mil colaboradores e 5 mil clientes ativos. Em parceria com seus clientes, a SONDA acredita que com o uso de soluções tecnológicas é possível transformar seus negócios, permitindo conquistar eficiência e vantagem competitiva. Entendemos do seu negócio e sabemos fazer acontecer, contando com uma equipe altamente capacitada. Para mais informações, acesse www.sonda.com/br.