Indicadores

7 motivos para adotar uma gestão baseada em dados

Escrito por SONDA

Como líder de empresa, você certamente está sempre buscando melhores resultados, tanto em relação aos lucros como no que diz respeito à produtividade. E todo dirigente sabe da importância das métricas para a evolução de um negócio. Tem a ver com aquela velha máxima: “Aquilo que não é medido não pode ser melhorado”.

Não é por acaso que, cada vez mais, líderes de todos os segmentos estão adotando uma gestão baseada em dados. Essa é uma tendência global que abre espaço para aprimoramentos em todos os setores de uma organização.

Neste post, mostraremos o que é a gestão baseada em dados e 7 motivos que comprovam que vale a pena adotar essa estratégia. Confira a seguir!

Entenda o conceito de gestão baseada em dados

Em vez de se basear em “achismos”, opiniões ou preferências pessoais, a gestão baseada em dados utiliza uma série de informações relevantes como ponto de partida para decisões estratégicas do negócio.

Para que isso seja possível, as empresas utilizam sistemas integrados de coleta, monitoramento e análise de dados. A gestão dos dados, por si só, passa a ser um trabalho constante dentro da empresa, trazendo informações sempre confiáveis, atualizadas e detalhadas para embasar os direcionamentos estratégicos.

As principais ferramentas para esse tipo de gestão são os sistemas ERP (Enterprise Resouce Planning) e os recursos de BI (Business Intelligence).

Confira 7 motivos para adotar uma gestão baseada em dados

1. Maior assertividade nas tomadas de decisões

Boas decisões são aquelas tomadas com base na realidade, correto? A gestão baseada em dados faz com que os líderes da empresa analisem fatos e compreendam o cenário atual em detalhes. Isso ajuda a ter uma clareza infinitamente maior na hora de tomar decisões estratégicas.

Inclusive, o cotidiano dos tomadores de decisão é beneficiado. Gasta-se menos tempo em reuniões, já que os relatórios claros poupam grande parte do tempo que seria destinado a análises e levantamento de hipóteses pelos gestores.

2. Redução de custos

A gestão financeira é um dos principais pontos para qualquer negócio. Porém, ao longo dos anos é comum que uma empresa acumule algumas despesas desnecessárias ou que poderiam ser parcialmente reduzidas.

Em uma gestão baseada em dados, cada detalhe das contas é monitorado. Desde o fluxo de caixa até a gestão das vendas, todas as movimentações e padrões podem ser armazenados, classificados e analisados com muito mais facilidade.

Esse tipo de gestão gera relatórios com praticidade, tornando possível o acompanhamento da situação financeira em todos os setores da instituição. Assim, fica mais fácil identificar oportunidades para redução de custos.

3. Melhor definição dos indicadores (KPIs)

Os KPIs (Key Performance Indicators), ou indicadores-chave de performance, são fundamentais para qualquer empresa e sua correta definição pode alterar fortemente os rumos do negócio.

Sendo assim, a definição correta dos indicadores é uma das questões estratégicas mais importantes de uma organização. A gestão baseada em dados permite automatizar a obtenção de dados de desempenho para avaliar o andamento dos processos.

A partir do momento em que os gestores enxergam com clareza qual é o desempenho dos processos, torna-se possível identificar aqueles setores mais críticos e definir indicadores para essas áreas.

4. Melhorias contínuas em todos os setores

Após a definição correta dos indicadores, a obtenção e análise constante de dados permite monitorar de perto e revisar cada indicador com a frequência necessária para alcançar o sucesso da meta.

Assim, a eficiência de cada processo é medida. A empresa passa a saber quantas unidades são produzidas, quanto tempo cada operação leva para ser concluída, assim por diante. Somado a isso, os gestores podem rever e redirecionar indicadores mais rapidamente, caso percebam que algum deles deixou de fazer sentido.

5. Prevenção de erros, falhas e prejuízos

Toda empresa está sujeita a erros. No entanto, algumas falhas levam algum tempo para serem identificadas, gerando prejuízos para o negócio. Por outro lado, nenhum gestor quer gastar seu tempo apenas procurando e resolvendo “pepinos”.

Em uma gestão baseada em dados, o monitoramento constante dos processos é capaz de revelar erros antes que eles causem maiores prejuízos à empresa. Os responsáveis podem avaliar processos (e buscar falhas) de acordo com diferentes períodos do dia, estações de trabalho, softwares e máquinas.

6. Maior produtividade

Uma gestão baseada em dados auxilia diretamente no controle dos processos. Por meio das análises constantes, a empresa é capaz de identificar quais setores e etapas demandam mais tempo e recursos da instituição. Partindo de dados claros e confiáveis, fica mais fácil traçar estratégias operacionais para reduzir o desperdício e aumentar a produtividade.

Quer um exemplo? Ao usar dados atualizados em uma linha de produção, uma indústria pode controlar desde a compra da matéria-prima e o tempo de entrega dos materiais até informações de produção por período. Dessa forma, torna-se possível otimizar o tempo de produção de cada peça ou item e também a capacidade de produção como um todo, tornando a empresa mais lucrativa.

Nas vendas, atividade essencial para qualquer empresa, não é diferente. A análise de dados permite conhecer o custo de aquisição exato de cada cliente, identificando quais estratégias de venda estão trazendo um retorno positivo e quais devem ser melhoradas ou descontinuadas.

7. Aumento dos lucros e da vantagem competitiva

A maior parte das decisões estratégicas tem o objetivo de aumentar o lucro da instituição e ampliar sua vantagem competitiva. Como já mencionamos, a gestão baseada em dados utiliza uma série de ferramentas que ajudam a empresa a reduzir os custos e agilizar os processos. Ao gastar menos e produzir mais, o aumento da lucratividade torna-se consequência.

Além disso, para criar vantagem competitiva, nada melhor do que ter informações sobre o mercado em primeira mão, antes de qualquer concorrente. Isso faz com que sua empresa saia sempre na frente.

Como vimos neste artigo, a gestão baseada em dados traz oportunidades de melhorias e crescimento em todos os setores de uma empresa, independentemente da área de atuação. Afinal de contas, com informações claras e detalhadas em mãos, os líderes têm totais condições de conduzir o negócio na direção certa.

Agora que você conhece as vantagens da gestão baseada em dados, provavelmente está por dentro da importância da estratégia, certo? Então, compartilhe este conteúdo nas redes sociais para que outros gestores também possam se beneficiar!

Sobre o autor

SONDA

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, atua em 10 países com mais de 22 mil colaboradores e 5 mil clientes ativos. Em parceria com seus clientes, a SONDA acredita que com o uso de soluções tecnológicas é possível transformar seus negócios, permitindo conquistar eficiência e vantagem competitiva. Entendemos do seu negócio e sabemos fazer acontecer, contando com uma equipe altamente capacitada. Para mais informações, acesse www.sonda.com/br.