Tecnologia da Informação

Afinal, o que é a transformação digital?

Escrito por SONDA

Curioso para finalmente entender o que é transformação digital e como ela pode impactar os negócios da sua empresa? Então chegou ao conteúdo certo. Esse termo tem se alastrado pela web com uma rapidez imensa, fazendo com que as empresas voltem seu olhar para seu significado, preocupadas em aprender como aderir às mudanças que essa revolução tecnológica vem proporcionando ao universo corporativo.

Aqui no nosso blog, você já entrou em contato com uma série de conteúdos que compõem esse processo, como Big Data, Business Intelligence e Cloud Communication. Neste post, vamos explorar outras soluções que certamente aumentarão ainda mais seu interesse pela transformação digital. Antes de mais nada, porém, precisamos definir que processo é esse, quais são seus pilares e como ele afeta as organizações. Pronto?

Indo além da automatização

A maioria das empresas já entendeu a importância de adquirir soluções para automatizar processos e, com isso, ganhar eficiência operacional. Mas esse é só um pequeno pedaço da chamada transformação digital. Na verdade, esse processo envolve principalmente a mudança de modelos de negócios para que passem a explorar todas as potencialidades das tecnologias disponíveis. Ao transformar a empresa, sua operação e sua razão de existir em um modelo de negócio digital, você automaticamente gera mais valor para seus stakeholders.

Nesse cenário, as mudanças internas são drásticas. Além da adoção de ferramentas que colocarão o negócio no universo digital, você ainda terá que mudar a forma de ser e de pensar a empresa. A razão por trás disso é simples: a transformação digital deve fazer parte da cultura da organização para que esteja em cada atitude tomada pela equipe dali em diante.

Aderindo à transformação digital

A experiência do cliente está no foco das atenções. E a tecnologia está no centro disso. É preciso lembrar que o consumidor atual é hiperconectado, transita de uma plataforma a outra sem dificuldades e toma decisões em micromomentos. Por isso, inevitavelmente espera que sua empresa faça o mesmo.

Internamente, você tem o desafio de aumentar o valor gerado para o público-alvo com soluções cada vez mais personalizadas, ágeis e eficazes. O atendimento ao cliente tem que ser impecável, proporcionando a mesma percepção de valor em qualquer um dos pontos de contato entre marca e público. E a única maneira de uma empresa se preparar para a avalanche de exigências do mundo moderno é se tornar parte dela. Aí é que entra a tal da transformação digital.

O movimento rumo ao futuro já começou. Em 2016, foram investidos 90 bilhões de dólares em TI no Brasil, sendo 47% no setor de serviços, 39% na área de software e 14% para a infraestrutura. Até 2020, 70% de todos os gastos em Tecnologia da Informação serão dedicados à 3ª plataforma, composta por soluções de cloud computing, Big Data analytics, social business e mobilidade. Unindo essas e outras soluções, como realidade aumentada, experiências em 3D e Internet das Coisas, tem-se uma empresa completamente digital, pronta para operar on-line, de forma integrada e escalável.

Erguendo os pilares

Até aqui, falamos de clientes, processos e modelos de negócios, certo? Pois são justamente esses os 3 pilares da transformação digital, áreas que merecem sua atenção para operar em um mercado dinâmico e em constante evolução. Vamos dar uma olhada em cada uma?

Experiência do cliente

De acordo com a Gartner, até 2020, 85% da jornada do consumidor será realizada sem qualquer interação com outro ser humano. Isso quer dizer que a tecnologia vai substituir esse contato, trazendo informações qualificadas para que os consumidores tomem melhores decisões de compra.

Ser eficiente nessa missão dependerá do uso de tecnologias como o Big Data analytics e o social business, a fim de identificar, compreender e segmentar sua audiência para construir interações únicas. O marketing preditivo, as ferramentas de autoatendimento, a Internet das Coisas e a comunicação omnichannel serão indispensáveis para incluir relevância e utilidade à experiência dos clientes.

Processos

No campo dos processos, já é mais que sabido que a otimização chegou como forma de aumentar a produtividade, reduzir os custos e elevar a qualidade do que é entregue aos clientes. Na transformação digital, o que você precisa fazer é digitalizar as operações da empresa e colocá-la para funcionar on-line.

Aqui entram soluções como a hybrid cloud, combinando nuvens públicas e privadas para garantir a escalabilidade e a acessibilidade necessárias para que a empresa cresça e opere de qualquer lugar do mundo. Some a isso a virtualização de servidores e desktops, a fim de conferir mobilidade corporativa para a equipe, e adicione soluções de storage, para armazenar grandes quantidades de dados.

No fim das contas, o fluxo de informações da empresa deve se tornar tão ágil quanto o pensamento humano e a troca de conhecimentos deve ser tão fácil quanto firmar um aperto de mãos. A performance será medida por indicadores estratégicos e as decisões, tomadas com base em dados concretos.

Modelo de negócio

Os modelos de negócio estão mudando do físico para o virtual com o intuito de alavancar não só a eficiência operacional como a redução de custos — podemos citar como exemplo o caso do sucesso dos e-commerces. Consultorias começam a ser prestadas virtualmente, empregando recursos de compartilhamento de telas, soluções de videoconferência e aplicações de mensagens que permitem ver, ouvir e interagir com pessoas em qualquer lugar do mundo.

Os produtos também estão se transformando. É o caso dos sistemas de gestão, que passam a ser fornecidos no modelo Software as a Service (SaaS). Com a Internet das Coisas, mercadorias se tornam inteligentes, dando dicas ao usuário e o conectando diretamente com a marca.

Os modelos de negócio também começam a se horizontalizar com maior velocidade, passando a trabalhar em forma de redes unidas e configuradas de acordo com projetos de interesse comum. Quando um projeto é finalizado, a rede se reconfigura para agregar novos nós (empresas) e liberar outros para que outras inovações sejam desenvolvidas.

Basta observar como as grandes empresas estão operando para ver que o futuro é exatamente esse: a digitalização das corporações e o uso intensivo das tecnologias da informação e da comunicação, tudo para aprimorar o contato com públicos diversos e oferecer soluções inovadoras, acessíveis e de alto valor agregado.

Mas junto à transformação digital vêm também novos tipos de relações trabalhistas. Já ouviu falar no home office, por exemplo? Entenda melhor essa mudança lendo nosso post sobre trabalho remoto!

 

Sobre o autor

SONDA

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, atua em 10 países com mais de 22 mil colaboradores e 5 mil clientes ativos. Em parceria com seus clientes, a SONDA acredita que com o uso de soluções tecnológicas é possível transformar seus negócios, permitindo conquistar eficiência e vantagem competitiva. Entendemos do seu negócio e sabemos fazer acontecer, contando com uma equipe altamente capacitada. Para mais informações, acesse www.sonda.com/br.