Tecnologia da Informação

Quais são os benefícios de um sistema ERP para indústria?

Escrito por SONDA

Pode acreditar: uma das principais tendências de TI atualmente é o uso de sistemas ERP para indústria, ferramentas que ajudam na organização dos processos do negócio, otimizando a rotina dos gestores e aumentando a competitividade da empresa. Na prática, o investimento em um sistema ERP traz vários benefícios para a indústria. Quer saber quais são? Então acompanhe nosso post de hoje e veja como essa ferramenta impacta as rotinas da sua companhia!

1. Redução de custos operacionais

Especialmente em um cenário de crise econômica, reduzir custos é uma necessidade vital para o sucesso de qualquer negócio. Para alcançar esse objetivo, a empresa pode lançar mão de várias abordagens, sendo as mais eficazes aquelas baseadas na otimização de processos operacionais e no aumento da automação de rotinas, metas que o investimento em um ERP supre com sobra.

Adotando essa ferramenta, o negócio consegue direcionar suas atividades de forma dinâmica, com todos os processos sendo enviados para o profissional certo com mais agilidade e sem erros de comunicação. E não é difícil entender como isso reduz grande parte dos custos operacionais do empreendimento, correto? 

Como as atividades são executadas por um especialista, não há necessidade de as rotinas serem repetidas para solucionar falhas. Consequentemente, a manutenção da cadeia operacional demanda um custo menor.

O mesmo vale para níveis de automação internos. Nesse caso, tanto a troca de dados como o envio de alertas são feitos automaticamente, agilizando a rotina do empreendimento e tornando os processos mais precisos. Quando uma matéria-prima estiver acabando, por exemplo, o setor de compras é notificado, podendo atuar proativamente para planejar a devida reposição.

Esses fatores contribuem para aumentar a capacidade produtiva da empresa e tornar as rotinas internas mais eficazes. Conseguindo executar mais atividades com menos recursos, a empresa atenderá a um número maior de demandas de clientes e parceiros comercias a médio e longo prazos.

2. Organização dos processos internos

A forma como os processos internos da empresa estão organizados influencia diretamente sua capacidade de atendimento aos clientes. Como consequência, sua competitividade pode ser incentivada ou abalada.

Para que os fluxos operacionais sejam eficazes, não só a distribuição de tarefas precisa ser certeira como a gestão de dados também deve contar com um padrão de qualidade elevado. Nesse sentido, a adoção de um sistema ERP para indústria dá ao empreendimento uma capacidade maior de controlar seus processos.

Assim, das atividades mais simples a rotinas de alta complexidade (como o controle tributário), todos os profissionais conseguirão recuperar, visualizar e modificar registros internos rapidamente. Diversos processos contarão com a precisão dos dados armazenados no ERP, reduzindo a ocorrência de erros e facilitando a remodelação de rotinas de acordo com a modificação das demandas do mercado. Dessa forma, a empresa se mantém alinhada com as metas de seus clientes e parceiros comerciais.

3. Integração entre os setores

A integração operacional é um dos fatores que mais contribuem para a criação de uma rotina de trabalho de alta performance. Nesse sentido, a adoção de um sistema ERP para indústria simplifica as estratégias implementadas no ambiente corporativo a fim de manter os fluxos de trabalho com um nível de colaboração elevado.

Com o uso de um sistema ERP, os profissionais de vendas podem adotar estratégias de marketing baseadas no fluxo de saída das mercadorias, por exemplo. Verificando os dados do estoque e o histórico de vendas de cada produto é possível identificar aqueles itens que devem ter prioridade durante campanhas.

Com isso, a empresa evita a baixa rotatividade no estoque. Ao mesmo tempo, o setor de planejamento conseguirá definir métricas e objetivos de médio e longo prazos mais fáceis de serem alcançados. Como os profissionais dessa área terão uma visão abrangente sobre o funcionamento de todo o negócio, tais rotinas terão um nível de precisão elevado. 

Em outras palavras, podemos dizer que a adoção de um sistema ERP para indústria agiliza o envio e o recebimento de dados estratégicos, bem como os torna mais seguros e confiáveis. Com todas as áreas da empresa devidamente integradas, os colaboradores serão capazes de atuar lado a lado para solucionar problemas ou encontrar formas inovadoras de atender as demandas de clientes e parceiros comerciais.

4. Diminuição de erros operacionais

O investimento em um sistema ERP para indústria permite que a companhia elimine vários erros operacionais causados por falhas em comunicação ou na simples troca de informações.

Isso se dá pelo fato de o sistema de gestão poder ser integrado a outras aplicações, eliminando chances de as informações internas não atenderem aos padrões de precisão do negócio. Como consequência, os fluxos de trabalho alcançarão a alta performance. Os projetos internos, por exemplo, terão equipes com conhecimentos alinhados. Assim, sempre que alguém precisar verificar um registro, isso será feito em um ambiente centralizado, com alto controle e proteção contra mudanças não autorizadas.

Além disso, o sistema ERP para indústria possui uma série de controles internos para garantir que toda a companhia use uma aplicação de alta confiabilidade. 

5. Monitoramento eficaz de indicadores

O acompanhamento dos indicadores de desempenho do negócio é fundamental para que a empresa possa rastrear a origem de gargalos operacionais e identificar como é possível maximizar a performance de cada área.

Investindo em um ERP para indústria, o negócio pode monitorar os fatores que influenciam o desempenho da equipe — como o número de erros e a produtividade dos setores. É justamente dessa forma que o gestor consegue encontrar maneiras precisas de otimizar a cadeia operacional do empreendimento.

Quando a empresa possui indicadores (de vendas, desempenho e marketing, por exemplo), torna-se capaz de manter seus serviços com alta performance e produtividade. Assim, o sistema ERP para indústria deve ser visto como um investimento estratégico, que facilita a otimização de vários fluxos internos, melhora o acompanhamento de indicadores e garante que o trabalho de todas as áreas seja feito com mais integração entre as equipes. Nesse cenário, o empreendimento pode atingir suas metas com serviços de altíssima qualidade.

E você, o que acha do sistema ERP para indústria? Acha que essa pode ser a ferramenta ideal para gerar bons resultados para seu negócio? Comente aqui e nos conte! E aproveite para compartilhar este post em suas redes sociais e fomentar a discussão!

Sobre o autor

SONDA

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, atua em 10 países com mais de 22 mil colaboradores e 5 mil clientes ativos. Em parceria com seus clientes, a SONDA acredita que com o uso de soluções tecnológicas é possível transformar seus negócios, permitindo conquistar eficiência e vantagem competitiva. Entendemos do seu negócio e sabemos fazer acontecer, contando com uma equipe altamente capacitada. Para mais informações, acesse www.sonda.com/br.

Deixar comentário.

Share This
Navegação