Tecnologia da Informação

Segurança digital: como acompanhar na sua empresa

Escrito por SONDA

Para otimizar os processos e aumentar a produtividade, são inúmeros os recursos digitais usados pelas empresas hoje em dia, incluindo desde sistemas de gestão até modelos de computação que processam e armazenam as informações em servidores remotos. Nesse novo contexto, a segurança digital indiscutivelmente se torna uma das maiores preocupações de CIOs em todo o mundo. E isso se deve principalmente ao avanço de novas ferramentas, como a Internet das Coisas (IoT) e o uso intenso de serviços em cloud computing.

Está aí se perguntando como é possível acompanhar essa revolução tecnológica e, ao mesmo tempo, não comprometer a integridade e a inviolabilidade dos seus dados digitais? Pois acompanhe nosso post de hoje e descubra!

O que é a segurança digital?

Você por acaso se lembra que, anos atrás, as informações corporativas ficavam fisicamente restritas às dependências da empresa? Contudo, com o surgimento de recursos informatizados em larga escala, novas ferramentas tornaram possível que esses dados fossem armazenados em servidores externos, agregando maior escalabilidade, mobilidade e dinamicidade às tarefas operacionais e estratégicas. Por outro lado, alocar esses registros em um plano virtual inevitavelmente muda a forma de gerenciá-los. Afinal, eles deixam de ser arquivos tangíveis e visíveis para se transformar em dados digitais.

Nesse cenário, ao menos em tese, esses dados não podem ser mais facilmente captados, copiados, deletados ou mesmo sequestrados? Pois é justamente para evitar esse tipo de problema que surgiram as práticas de segurança digital, protegendo as informações da ação de cibercriminosos ou mesmo fugindo de erros humanos que podem torná-las vulneráveis.

Quais os perigos mais comuns?

Por mais que os riscos a que os dados corporativos estão expostos sejam bem variados, é possível resumi-los basicamente em:

  • Infecção por vírus;

  • Indisponibilidade e paralisação dos sistemas de dados;

  • Ataques de hackers;

  • Perda ou vazamento de informações sigilosas.

O detalhe é que todas essas ameaças se intensificam e se multiplicam continuamente, à medida em que pessoas mal-intencionadas aperfeiçoam práticas e métodos para invadir os sistemas corporativos. E são esses os perigos que justificam a crescente preocupação com a segurança digital, tornando indispensável que os gestores implementem soluções para reduzir as vulnerabilidades ao mínimo. Assim os processos ficam mais estáveis e confiáveis, protegendo e fortalecendo a marca da empresa no mercado.

Como acompanhar o nível de segurança?

Pronto para conferir as melhores práticas e os recursos mais eficazes atualmente disponíveis no mercado? Então continue lendo para conhecer o que fazer para lidar inteligente e estrategicamente com os riscos aos sistemas de informação!

Política de Segurança da Informação

Antes de instalar qualquer tipo de solução nas máquinas, é indispensável implementar uma Política de Segurança da Informação (PSI), documento que reúne regras, métodos e práticas (obrigatórias ou recomendadas) aos usuários da corporação. A base para a elaboração do PSI é a norma 27001 da ABNT, que elenca os melhores procedimentos na gestão dos dados, baseando-se nos 3 pilares fundamentais que norteiam a segurança das informações:

  1. Confidencialidade: informações acessíveis apenas para pessoas autorizadas;

  2. Integridade: garantia de exatidão e totalidade;

  3. Disponibilidade: acesso aos usuários autorizados sempre que preciso.

Vale ressaltar que é a partir do princípio da confidencialidade que se consegue construir um dos principais elementos desse documento: a definição das políticas de usuário. Trata-se do gerenciamento das restrições de acesso que cada colaborador (ou tipo de colaborador) terá aos dados.

Antivírus corporativo

Os antivírus são modelos de software desenvolvidos para monitorar, detectar e efetivamente extinguir vírus que se replicam no computador por meio de arquivos infectados. Mas atenção: por mais que existam diversas opções de programas gratuitos e domésticos, é melhor evitá-los, pois eles têm limitações e certamente não serão suficientes para manter a segurança digital da sua instituição. Afinal de contas, não foram desenvolvidos para esse público.

O ideal é sempre optar por alternativas corporativas, porque normalmente abrangem suporte técnico especializado e funções de proteção específicas para os grupos empresariais. Além disso, os contratos de licença do software destinados ao uso doméstico determinam que a ferramenta não pode ser usada para fins comerciais, sabia? Assim, caso seja instalado no ambiente corporativo, a empresa fica sujeita a multas e brechas de segurança.

Antimalware

O malware é todo tipo de código mal-intencionado e indesejável programado para se instalar no computador e executar tarefas sem a permissão do usuário. Além do vírus, essa ferramenta ainda engloba diversos gêneros de adware, spyware nagware, worms e trojans, entre outros. Por meio deles, cibercriminosos podem emitir mensagens de SPAM e até espionar a navegação para captar senhas e outros dados sigilosos.

Precisamos ressaltar que, apesar de o nome não deixar claro, a maioria dos antivírus também monitora outros tipos de malware. De toda forma, antes de optar por uma solução, cheque os modelos que fornecem proteção completa.

Firewall

O objetivo do firewall é construir uma barreira de segurança para o tráfego de informações entre a máquina e a rede a que o computador está conectado. Esse recurso garante que somente dados autorizados serão transmitidos e recebidos. Para isso, a gestão de TI pode definir regras que servirão de base para o firewall analisar o fluxo de informações transitando na rede de computadores. Com isso, é possível conferir maior confidencialidade aos registros.

Existem versões pagas e gratuitas, que oferecem funções diversas — como filtrar informações do Skype e de e-mails corporativos. Esse recurso geralmente roda por meio de software, mas a recomendação para grandes grupos empresariais é efetivamente instalar componentes de hardware dedicados, equipamentos específicos para esse fim que garantem que as demandas e os filtros sejam aplicados com maior eficiência e rapidez.

Suporte de empresas de outsourcing

A verdade é que todo o gerenciamento das práticas de segurança digital é bem complexo e desgastante. E esse cenário ainda piora um pouco quando esse não é o core business da empresa. Por esse motivo, contar com serviços de outsourcing de TI dedicados a essas questões é essencial. Isso garante que a empresa foque seus esforços nos próprios negócios e deixe que profissionais especializados cuidem da instalação, manutenção e atualização dos ativos de TI.

Além disso, com essa tática, os investimentos no setor se tornam mais mensuráveis e previsíveis, sem contar que a instituição passa a ter à disposição uma tecnologia de ponta, capaz de assegurar maior segurança digital aos processos corporativos.

Aperfeiçoamento da gestão de TI

O setor da Tecnologia da Informação é um dos que mais crescem e se transformam a cada ano. À medida em que novos recursos são lançados, novas vulnerabilidades também surgem, obrigando os gestores a aperfeiçoar seu PSI, modificar seu modelo de gestão e fazer upgrades em seus sistemas de hardware e software.

Isso demanda não só investimentos, mas também uma mudança na cultura e na visão de colaboradores e líderes, tornando o aperfeiçoamento da gestão de TI um processo dinâmico e contínuo, que exige visão sistêmica.

Não quer parar no tempo? Então continue atualizado com as novidades sobre as melhores práticas de segurança digital lendo nosso post sobre a importância da disponibilidade e segurança da informação em bases de dados!

 

Sobre o autor

SONDA

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, atua em 10 países com mais de 22 mil colaboradores e 5 mil clientes ativos. Em parceria com seus clientes, a SONDA acredita que com o uso de soluções tecnológicas é possível transformar seus negócios, permitindo conquistar eficiência e vantagem competitiva. Entendemos do seu negócio e sabemos fazer acontecer, contando com uma equipe altamente capacitada. Para mais informações, acesse www.sonda.com/br.

Deixar comentário.

Share This
Navegação