Tecnologia da Informação

Superando a crise com o auxílio da tecnologia

Escrito por SONDA

As empresas brasileiras ainda estão superando a crise econômica nacional que começou lá atrás, ainda em 2014. Com as mudanças dos últimos anos tanto no contexto interno quanto no externo, o cenário se tornou desafiador para grande parte dos negócios. A redução no consumo, o aumento do desemprego e o endividamento de uma parcela considerável da população atingiu em cheio a performance da economia brasileira. E isso vale para os mais diversos segmentos de mercado.

Hoje, mesmo que a inflação e a taxa básica de juros já tenham dado sinais de queda, as corporações que atuam por aqui ainda buscam maneiras de sair de vez da crise. Para tanto, procuram formas de aumentar a produtividade e a lucratividade. E sabia que o uso da tecnologia pode contribuir (e muito) para a conquista desses objetivos? Veja como isso é possível a seguir!

Mudanças de paradigma

As empresas que estão superando a crise já estão mais que cientes sobre a consolidação do fenômeno da transformação digital. É mesmo um caminho sem volta. Nessa nova realidade, estratégias de negócios que deram muito certo no passado dificilmente conseguem entregar resultados satisfatórios e consistentes. Então como lidar com o cenário atual?

Como os contextos social e econômico mudaram, as organizações têm urgentemente que se adaptar às demandas da atualidade. Em uma fase da história em que o consumidor dispõe de diversos mecanismos de comparação de produtos, serviços e preços, as companhias devem ser capazes de suprir anseios cada vez mais específicos. Para tanto, devem contar com ferramentas tecnológicas para oferecer soluções não apenas customizadas, mas rápidas.

Atualmente, o pensamento corporativo está voltado para o aprofundamento da transformação digital. Com a introdução da tecnologia nos mais diferentes ramos de conhecimento e segmentos da sociedade e da economia, o desafio das empresas é ofertar produtos que atendam às necessidades desse novo tempo. Se no passado o consumidor estava disposto a esperar por um produto, hoje ele se tornou mais impaciente. Dessa forma, cabe às empresas se modernizar para atender a um novo perfil de cliente.

A internet das coisas, por exemplo, é uma fronteira a ser vencida pelas companhias nos próximos anos. A diferença nos dias de hoje é que as mudanças de paradigma ocorrem de maneira muito mais rápida que no passado. Assim, as empresas precisam adquirir a resiliência necessária para superar momentos de turbulência em meio às transições de tecnologias.

Redução de custos

Na hora de pensar na retomada da economia, muitos pesquisadores e empreendedores se dividem quanto ao caminho ideal para a volta do crescimento. Enquanto uns advogam o aumento da produção, outros vão para o lado do incentivo ao consumo. Nesse meio-termo, sem chegar a um consenso, quem sofre as influências da crise são as empresas, que possuem custos fixos para manter suas atividades em funcionamento.

Para romper com esse impasse, uma alternativa de crescimento viável é a busca pelo aumento da eficiência. Com a redução de gargalos e o ganho de produtividade por meio da automatização de processos, por exemplo, uma companhia pode se tornar mais competitiva e oferecer preços convidativos a seus clientes. Dessa maneira, adquire condições de construir um círculo virtuoso para o negócio.

Em um cenário em que muitas empresas estão defasadas no quesito tecnológico, quem investe em softwares de gestão pode ter saltos de produtividade. Portanto, os negócios que estiverem aptos para começar um novo ciclo de desenvolvimento com diferenciais competitivos possuem grandes chances de chegar a posições de liderança em seus respectivos mercados. Lembre-se, afinal, de que quem larga no pelotão de elite aumenta suas probabilidades de vitória.

Grupo Brasanitas, por exemplo, que tem forte atuação no segmento de serviços de limpeza e conservação, demonstra como o investimento em tecnologia reduz de forma significativa os custos. Ao adotar o Managed Device Services, da SONDA, conseguiu melhorar o atendimento tanto ao usuário interno quanto ao cliente final. Isso sem contar que também diminuiu em 20% os gastos com TI!

Superação via inovações

A máxima pode até ser antiga, mas continua válida nos dias de hoje: atitudes iguais geram resultados iguais. Especialmente em um cenário de crise, em que muitas empresas acabam se contaminando por um clima de pessimismo, quem consegue romper essa barreira de falta de expectativa pode colher excelentes frutos no futuro. Para que isso aconteça, é preciso adotar estratégias para ganhar competitividade. E uma delas é justamente o investimento em inovações, como ferramentas tecnológicas que reduzam o tempo de execução de determinadas tarefas. Com a diminuição de gargalos, a organização consegue entregar produtos e serviços com preços convidativos ao cliente final.

Nesse sentido, o uso da Tecnologia da Informação e da Comunicação (TIC) é uma forma eficaz de dar agilidade e segurança aos processos produtivos, além de reduzir erros, retrabalhos e custos em geral. Com a computação em nuvem (cloud computing), por exemplo, a empresa consegue diminuir gastos de manutenção de uma eventual infraestrutura ociosa.

Em alguns casos, a organização tem uma estrutura de TI capaz de suprir a necessidade de um pico de uso de recursos, embora tenha uma demanda abaixo desse pico na maior parte do dia. Em um cenário assim, a disponibilidade dos serviços pode ser conseguida por meio da computação em nuvem, com custos bem menores.

Uso de dados

Muitas empresas também estão superando a crise com a inteligência de mercado e o uso do Big Data como forma de se antecipar a tendências e oferecer produtos e serviços customizáveis para os clientes. Na era da informação, em que o consumidor adquire um grande poder de decisão sobre as compras devido à imensa variedade de opções, as companhias devem ser capazes de identificar preferências com agilidade.

Com o monitoramento de dados, que hoje é feito em tempo real, por meio dos sistemas de gestão integrada (ERPs), os administradores conseguem ter um panorama confiável de toda a cadeia produtiva do negócio. Dessa maneira, podem traçar estratégias pontuais para cada tipo de situação vivenciada pela organização, ganhando em agilidade na tomada de decisão e podendo se preparar com mais eficiência para os cenários pós-crise.

Com você pôde perceber, companhias que estão superando a crise buscam se redesenhar com o auxílio da tecnologia para poderem ingressar com mais solidez em um novo ciclo de crescimento econômico. Adiar esse tipo de decisão pode custar caro mais tarde, quando o cenário já estiver devidamente consolidado. Assim, o investimento em TI é uma forma de acelerar a busca pela eficiência nos processos produtivos, de modo a dotar a empresa de vantagens competitivas para superar a concorrência na fase de retomada da economia.

Quer conhecer mais benefícios da TI para sua empresa? Então aprenda a usar a tecnologia móvel para inovar no seu negócio!

 

 

Sobre o autor

SONDA

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, atua em 10 países com mais de 22 mil colaboradores e 5 mil clientes ativos. Em parceria com seus clientes, a SONDA acredita que com o uso de soluções tecnológicas é possível transformar seus negócios, permitindo conquistar eficiência e vantagem competitiva. Entendemos do seu negócio e sabemos fazer acontecer, contando com uma equipe altamente capacitada. Para mais informações, acesse www.sonda.com/br.

Deixar comentário.

Share This
Navegação