Indicadores

7 tendências tecnológicas do setor financeiro para 2018

Escrito por SONDA

Especialmente nos últimos anos, o mercado financeiro tem se transformado em uma velocidade surpreendente. Todos os meses surgem novas tecnologias, startups e negócios com soluções inovadoras, tudo para beneficiar tanto as empresas como os consumidores finais.

Por essas e outras, acompanhar as tendências do setor faz sim uma enorme diferença para qualquer organização!

Vale lembrar que esse é um mercado que precisa se reinventar para conquistar a confiança do público e se destacar entre os concorrentes. É crucial, portanto, manter-se sempre em busca de novas respostas para antigos problemas. Que tal começar entendendo quais são as novas tendências do setor financeiro na área tecnológica? Confira agora mesmo 7 delas!

1. Biometria e reconhecimento facial

Como você provavelmente sabe, a biometria já é uma realidade em muitas instituições financeiras. O que pode ainda não saber é que a tendência está na expansão contínua, abrindo-se cada vez mais espaço para outras tecnologias com o mesmo fim — como o reconhecimento facial.

Pode acreditar: esses processos são extremamente importantes sempre que o assunto é finanças. Afinal, quando falamos em dinheiro, dados e movimentações financeiras em geral, toda segurança é pouca.

E tem mais! Mesmo empresas que não trabalham diretamente no setor financeiro podem adotar essas medidas para conquistar a confiança dos consumidores quando precisarem fazer pagamentos ou usar o aplicativo da marca, por exemplo.

2. Plataformas de atendimento online

Não é novidade nenhuma que, atualmente, as pessoas passam o dia todo com o smartphone ou outros dispositivos móveis logo ali, sempre à disposição. E pense bem: o que poderia fazer mais sentido que atender o consumidor exatamente onde ele já se encontra?

Por esse motivo, as plataformas de atendimento online já têm mostrado que logo passarão de diferencial para obrigação por parte dos negócios. Afinal de contas, ninguém mais quer ter que se deslocar ou mesmo fazer uma ligação quando precisa entrar em contato com qualquer empresa.

Aí estão incluídos também os métodos de pagamento digital, que já estão presentes até em smartwatches. E uma das tendências do setor financeiro para os próximos tempos é justamente o aumento do uso de plataformas nativas que permitam o pagamento rápido de compras sem o uso de cartões físicos.

3. Big Data

Basicamente, Big Data consiste em armazenar, processar e analisar um grande conjunto de dados, usando-os para embasar decisões estratégicas, aprimorar o relacionamento com os clientes e oferecer melhores produtos e serviços.

Até 2017, o uso de Big Data era considerado uma grande vantagem competitiva. A partir de agora, porém, o cenário é outro. Daqui para frente, essa estratégia passará a ser prioridade para quem não quer ficar para trás.

Analisar dados e entender a maneira como os clientes se comportam no ambiente digital impacta altamente a capacidade que a empresa tem de atender às demandas desses consumidores. Pois é exatamente isso que o público espera: ter suas necessidades e seus desejos atendidos.

4. Bancos 100% digitais

Há até pouco tempo, um banco precisava de sedes e agências robustas. Caso contrário, não era capaz de transmitir confiança ao público. No entanto, como você certamente sabe, a situação mudou: a partir de 2018, veremos cada vez mais bancos 100% digitais.

Essas novas instituições se voltam para a praticidade, focando na experiência do usuário no omnichannel— uma vez que estão nos dispositivos móveis, no computador, nos aplicativos e nas redes sociais.

Nesse cenário, as fintechs (startups de serviços financeiros) ganham ainda mais força, pois já nascem com foco no digital, no multicanal e no colaborativo. Nesse cenário, a prioridade se volta a estruturas enxutas, custos baixos para o usuário, praticidade e proximidade na relação entre marca e consumidor.

5. Blockchain

Blockchain é o nome dado à tecnologia usada pelas controversas moedas virtuais — como o Bitcoin. Essa novidade permite realizar transações Peer to Peer (P2P), em que cada pessoa funciona tanto como cliente quanto como servidor, tudo com confiança e transparência. Assim, o blockchain é útil tanto para pagamentos como para seguros e diversas outras transações.

As 3 características fundamentais que tornam o blockchain uma tendência são: simplificação dos processos de back office, transações irrevogáveis e aumento significativo na precisão dos registros — os registros gerados pelo blockchain são distribuídos e criptografados, impedindo que fraudes sejam cometidas nas carteiras de clientes.

Por tudo isso e muito mais, a tendência a partir de 2018 é que cada vez mais instituições adotem essa tecnologia a fim de proteger seus usuários e clientes. Você está pronto para fazer parte dessa turma?

6. Inteligência artificial

Só de falar em inteligência artificial, muita gente já se apavora. Em um primeiro momento, a pergunta que não quer calar é: será que as máquinas tomarão o lugar das pessoas nas atividades do cotidiano? E a resposta é sim, pelo menos para parte delas.

A tendência é que os computadores ganhem a capacidade de processar e aprender de maneira orgânica — de forma semelhante ao cérebro humano. Isso quer dizer que nem tudo o que um robô ou computador faz precisa ser programado, pois a máquina ganha autonomia para interagir e dar respostas.

Também chamado de computação cognitiva, esse tipo de inteligência pode ser usado para ajudar investidores indecisos, entender perfis de usuários e servi-los da melhor forma possível — realizando atendimento a clientes, entre outras funções.

7. Automação de processos

Como mencionamos, uma das tendências do setor financeiro é o crescimento das fintechs, empresas que operam de forma mais enxuta e barata. Com isso, uma consequência que certamente ganhará força a partir de 2018 é a automação de processos pelo restante do mercado — algo que essas startups já vêm adotando.

Atualmente, a oferta de tecnologias que focam em automação já é enorme. Existem softwares e plataformas para agilizar e automatizar praticamente todo tipo de tarefa de escritório e operaçõesenvolvendo computadores.

As empresas devem apostar nessa solução para reduzir custos, claro, mas também para tornar a vida do cliente mais prática, melhorando expressivamente a experiência do usuário no ambiente digital.

E então, o que achou das novas tendências do setor financeiro? De modo geral, podemos notar que o relacionamento entre as instituições financeiras e seus clientes está ficando cada vez mais próximo. Foi-se o tempo em que uma empresa do setor financeiro era totalmente formal e burocrática. Hoje, a necessidade pede que os bancos se esforcem para se relacionar com o público de forma simples e prática, por meio das mídias digitais.

Se você gostou deste post sobre as tendências do setor financeiro e as novas tecnologias desse mercado, siga a Sonda nas redes sociais para ficar sempre a par das novidades! Estamos no Facebook, no Twitter, no Google+, no YouTube e no LinkedIn!

 

Sobre o autor

SONDA

A SONDA, maior companhia latino-americana de soluções e serviços de tecnologia, atua em 10 países com mais de 22 mil colaboradores e 5 mil clientes ativos. Em parceria com seus clientes, a SONDA acredita que com o uso de soluções tecnológicas é possível transformar seus negócios, permitindo conquistar eficiência e vantagem competitiva. Entendemos do seu negócio e sabemos fazer acontecer, contando com uma equipe altamente capacitada. Para mais informações, acesse www.sonda.com/br.

Deixar comentário.

Share This
Navegação